Bronco Sport: novo SUV da Ford custa R$ 256.900

autos & etc
21.05.2021, 06:00:00
Atualizado: 21.05.2021, 15:54:02

Bronco Sport: novo SUV da Ford custa R$ 256.900

Jornalista especializado em autos avaliou o veículo na pista e conta impressões em vídeo

Com visual robusto, tração 4x4 e motor turbo, o Bronco Sport chega ao Brasil em apenas uma configuração, a Wildtrack 
(Foto: Marcio Bruno/Ford)

Confirmado para o mercado brasileiro desde o ano passado, o Bronco Sport chegou esta semana às concessionárias da Ford para marcar uma nova era da marca no país, apenas com produtos importados. Com tecnologias avançadas de tração, boas soluções internas e auxílios para a direção, o SUV tem qualidade e chega em versão única, a Wildtrack, por R$ 256.900.

Avaliei o novo SUV no campo de provas da Ford, no interior de São Paulo

Apesar de ser inédito no Brasil, o nome Bronco é trabalhado há muitos anos em outros mercados, como nos Estados Unidos. A Ford atrela a ele a primeira aplicação da sigla SUV, do inglês sport utility vehicle, que em português é adaptado para utilitário esportivo. A primeira geração surgiu em 1966, foram cinco gerações até 1996 e agora foi lançada a sexta. 

Como no Mustang, a marca da Ford não está em evidência. A ideia da empresa é promover a grife Bronco - que tem outros dois produtos, ainda inéditos no país. Para isso, foi escolhida uma só versão para o mercado nacional, a Wildtrack. Produzida no México, essa configuração é recheada de equipamentos, como sistema de som premium da Bang & Olufsen e diversos sistemas de auxílio à condução, desde alerta de ponto cego até piloto automático adaptativo. 

Há ainda alerta de colisão frontal e um controle automático para condução no off-road, onde o motorista precisa cuidar apenas da direção, deixando freio e acelerador por conta do veículo. Para movimentar o veículo em qualquer terreno, a empresa adotou nessa versão um motor 2 litros turbo a gasolina, que entrega 240 cv de potência e 38 kgfm de torque. Esse propulsor trabalha em conjunto com uma transmissão automática de oito velocidades.

O Bronco Wildtrack tem capacidade de imersão de 60 centímetros
O Bronco Wildtrack tem capacidade de imersão de 60 centímetros
A tração é 4x4 e o motorista pode escolher entre sete modos de condução
A tração é 4x4 e o motorista pode escolher entre sete modos de condução
O teto solar elétrico é de série nessa configuração
O teto solar elétrico é de série nessa configuração
São 4,39 metros de comprimento, 1,94 m de largura, 1,80 m de altura e 2,67 m de entre-eixos
São 4,39 metros de comprimento, 1,94 m de largura, 1,80 m de altura e 2,67 m de entre-eixos
O SUV tem interior bicolor, conta com nove airbags e banco do motorista elétrico
O SUV tem interior bicolor, conta com nove airbags e banco do motorista elétrico
As tomadas USB são do tipo A e C e ainda há um carregador por indução
As tomadas USB são do tipo A e C e ainda há um carregador por indução
Quem viaja no banco traseiro conta com saídas de ar
Quem viaja no banco traseiro conta com saídas de ar
Há um prático porta-objetos sob o banco traseiro direito
Há um prático porta-objetos sob o banco traseiro direito
Emborrachado, o bagageiro conta com tomadas de 110 V e 12 V
Emborrachado, o bagageiro conta com tomadas de 110 V e 12 V

A tração é integral sob demanda, mas o motorista pode selecionar modos pré-ajustados para diferentes situações. Além do Normal, para ser utilizado no dia a dia, e do Eco, para uma condução com foco na redução do consumo, existem outras cinco possibilidades: Esportivo, Escorregadio, Areia, Rocha e Lama/Terra. A troca de modo altera a resposta de motor, acelerador e câmbio; ativa a tração nas quatro rodas e muda a atuação dos freios e do controle de tração.

Experiência
Rodei com o Bronco Sport no campo de provas que a empresa tem no interior de São Paulo. O local tem diversos tipos de pista, sendo possível simular muitas situações. O produto agrada bastante e instiga o motorista a dirigir mais, é gostoso de guiar. É bem adequado ao off-road, como boa altura livre do solo (22,3 cm) e bons ângulos de entrada (30,4°) e saída (33,1°).

O interior tem bom acabamento, gostei muito dos bancos (o do motorista tem ajustes elétricos) e da posição de guiar. O teto é alto e transmite uma sensação de amplitude - e ainda conta com teto solar de série. Existem muitos porta-objetos e soluções interessantes para acomodar itens de aventura, caso o proprietário se inspire. O porta-malas tem tomadas e abriga uma mesa dobrável. 

Carpete? Só nas caixas de roda, para reduzir ruídos. O acabamento interior tem um revestimento que pode ser lavado, o que é bom e prático. Mas as laterais de porta poderiam ser cobertas com um material superior.

A central multimídia é intuitiva, fácil de usar. Mas é também o ponto negativo. Poderia ter uma tela maior. De qualquer forma, a conectividade é um dos pontos altos do SUV, que pode ser acessado à distância via aplicativo. Pelo smartphone, é possível ligar o motor, checar a autonomia e verificar a pressão dos pneus.

Concorrência
Por preço, o novo Ford concorre com produtos de marcas premium, como Audi Q3 (R$ 228.990), BMW X1 (R$ 256.950), Mercedes-Benz GLA (R$ 325.900) e Volvo XC40 (R$ 259.950), entre parênteses os preços iniciais. Mas pela proposta do veículo, que tem grande capacidade off-road, a briga é mais acirrada com o Land Rover Discovery Sport, que na versão com mais similaridade com a Wildtrack, a SE Flex, custa R$ 322.950.

Como o Cherokee não é mais comercializado no Brasil, o modelo da Jeep que mais se aproxima é o Compass. A versão mais próxima da Wildtrack é a Trailhawk, que custa R$ 216.990. Coincidentemente, esse é o preço da versão topo de linha Bronco Sport no México em uma conversão direta. Lembrando que Compass e Disvovery Sport contam com opção de motorização diesel.

Nessa nova fase, a próxima investida da Ford será na van Transit, que será importada do Uruguai. Há a possibilidade da comercialização do crossover Escape com tecnologia híbrida plug-in e de uma picape monobloco baseada no Bronco, a Maverick. Esse novo utilitário será produzido no México e irá concorrer aqui com Fiat Toro, Renault Duster Oroch e as futuras Chevrolet Montana e Volkswagen Tarok.

*O JORNALISTA VIAJOU A CONVITE DA FORD
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas