Caçador famoso por esbanjar carcaça de leões e elefantes é morto

em alta
05.07.2022, 17:58:00
(Reprodução/Facebook)

Caçador famoso por esbanjar carcaça de leões e elefantes é morto

Ele vendia pacotes de turismo de caça na África do Sul

O conhecido caçador de animais silvestres Riaan Naude, 55, foi morto a tiros na África do Sul. Ele era conhecido por posar para fotos ao lado de elefantes, leões e zebras mortos.

O corpo foi encontrado ao lado de sua caminhonete, na província de Limpopo. A motivação do crime não foi esclarecida, segundo o New York Post. Duas armas de caça foram encontrados no veículo, nos arredores da reserva nacional de Kruger.

A organização não governamental Heritage Protection Group, no entanto, disse ao jornal Metro do Reino Unido que o caçador foi morto por um homem que estacionou ao lado de sua caminhonete.

O assassino estaria acompanhado de um outro suspeito no veículo de fuga, e teria levado uma das armas de Naude. O corpo foi encontrado por um pastor de gado que ouviu o barulho dos tiros.

Riaan Naude era o presidente da Pro Hunt Africa, empresa que vendia pacotes de turismo de caça no continente. Os preços chegavam a US$ 350 (cerca de R$ 1,9 mil) por dia, segundo consta no site da associação.

Para acompanhar a caça de um crocodilo, o preço sobe para US$ 2.500 (cerca de R$ 13,5 mil). Observar a perseguição a girafas custa US$ 1.500 (cerca de R$ 8 mil).

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas