Cadastro SUS é obrigatório para todos e deve ser feito até o fim de agosto; veja o que fazer

salvador
27.08.2020, 15:12:00
Atualizado: 21.09.2020, 23:00:06

Cadastro SUS é obrigatório para todos e deve ser feito até o fim de agosto; veja o que fazer

Serviço é obrigatório até mesmo para moradores de Salvador que possuem plano de saúde

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Todos os moradores de Salvador devem fazer o recadastramento obrigatório do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) até o dia 31 de agosto. A medida é válida também para aqueles que possuem planos de saúde particulares.

Leia mais:
Prazo para recadastramento do cartão SUS é prorrogado até fim de outubro
Filas e instabilidade: baianos sofrem para fazer recadastramento no SUS

(Atualização: nesta sexta (28), o prazo foi prorrogado para 30 de setembro. Saiba mais clicando aqui)

O recadastramento é simples e deve ser feito através do preenchimento do formulário online disponível neste link: http://www.recadastramento.saude.salvador.ba.gov.br. Quem não tiver acesso a meios digitais, pode preencher os dados presencialmente em uma das 152 Unidades Básicas da rede municipal.

No cadastro presencial, é necessário levar RG ou certidão de nascimento; CPF ou cartão SUS e o comprovante de residência em nome do usuário ou de algum parente de primeiro grau. Para evitar aglomerações uma única pessoa da família poderá fazer o cadastro dos demais moradores, caso apresente toda documentação pedida. A validação do cadastro será realizada após acesso à unidade de saúde.

Toda a população deve ser cadastrada, até mesmo as pessoas que possuem plano de saúde e aqueles que não utilizam as unidades públicas de saúde. Quem já possui cadastro realizado por um agente comunitário não precisa realizar novamente.

A atualização do cadastro é uma determinação do Governo Federal, que instituiu um novo modelo de financiamento para a Atenção Primária. Esse cadastro será uma espécie de régua que guiará a transferência de recursos da União para as prefeituras.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas