Caíque e Nickson perdem espaço no Vitória e serão emprestados

e.c. vitória
18.12.2019, 18:30:24
Atualizado: 19.12.2019, 12:48:32
Caíque renovou contrato e será emprestado (Letícia Martins / EC Vitória)

Caíque e Nickson perdem espaço no Vitória e serão emprestados

Goleiro vai para o CSA, enquanto meia espera por propostas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Enquanto novas promessas ganham espaço no elenco principal do Vitória para 2020, outras que por enquanto não vingaram começam a deixar o clube. Neste início de semana, o Leão definiu o futuro de dois atletas: Caíque e Nickson.

Caíque já tem clube. O goleiro de 22 anos será emprestado ao CSA até o final da próxima temporada. Para não perdê-lo de graça, o Vitória estendeu o contrato do atleta, que acabaria em dezembro de 2020, até o final de 2021.

Nickson está à espera de convites como esse. O que foi definido é que o meia de 22 anos não atuará mais pelo time principal do Leão. Enquanto uma proposta não aparece, ele treinará com o time sub-23, que disputará o Campeonato Baiano.

O contrato de Nickson vai até dezembro de 2021. Nesta temporada ele disputou 19 jogos, sendo sete como titular, e marcou três gols. Desde agosto, porém, não vinha sendo relacionado. Após más atuações na Série B, acabou relegado à equipe sub-23.

Em junho, em áudio de Paulo Carneiro via WhatsApp que acabou vazando, o presidente criticou o condicionamento físico de Nickson, que estava acima do peso. Em 24 de agosto, no empate em 0x0 com o Operário no Barradão, o meia acabou vaiado pela torcida por causa da má atuação.

Caíque
O goleiro disputou apenas sete jogos pelo time principal em 2019. A passagem foi meteórica: virou titular logo após a eleição de Paulo Carneiro, no final de abril, na derrota por 3x1 para o Botafogo-SP, na estreia da Série B.

Na terceira rodada, com derrota por 3x2 para o Guarani, em maio, Caíque falhou gravemente em um dos gols do adversário. Foi logo retirado do time principal e passou a jogar apenas pela equipe sub-23 até o final do ano.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas