Campanha da plataforma global Kwai pede doações para Obras Sociais Irmã Dulce

salvador
23.04.2020, 10:00:00

Campanha da plataforma global Kwai pede doações para Obras Sociais Irmã Dulce

Osid foi uma das três instituições brasileiras escolhidas pela empresa para integrar ação #SejaUmLíder

As Obras Sociais Irmã Dulce foram uma das três instituições escolhidas para serem apoiadas em uma campanha da Kwai, plataforma global de criação e compartilhamento de vídeos. Por meio da ação #SejaUmLíder, a empresa quer incentivar a doação para projetos sociais que estão auxiliando famílias em estado de vulnerabilidade, em meio à pandemia do novo coronavírus, além de dar visibilidade para comunidades brasileiras.

A ação será realizada no aplicativo da Kwai e nas redes sociais e começará nesta semana. Além da Osid, foram eleitas para serem ajudadas as instituições Voz das Comunidade, do Rio de Janeiro, e Movimento #FamíliaAjudaFamília, de São Paulo.

Para liderar a campanha, a plataforma convocou três ativistas e empreendedores sociais. Cada um será responsável por apresentar os projetos escolhidos, além de convidar usuários da Kwai a colaborar. Pela Osid, o líder será Sergio Silva, professor de artes marciais, que atualmente mora em Pequim, na China (leia mais ao final do texto).

Além da hashtag #SejaUmLíder, a empresa terá uma página interna, dentro do aplicativo, explicando sobre a campanha. Os usuários poderão ver um vídeo de cada porta-voz apresentando a instituição escolhida, com informações de como realizar a doação.

A Kwai também promete ajudar, ela própria, os projetos sociais. Para a Osid, enviará 20 mil máscaras médicas. E, para as outras duas entidades, doará itens de limpeza e higiene. “Em momentos como esse, muitas pessoas querem ajudar, mas não sabem como. Por isso, unir tecnologia a boas ideias é muito importante para dar força a ações essenciais para as comunidades”, explica Wu Yan, Head Global de Operações da Kwai.

Líderes e projetos escolhidos:

 • Sergio Silva - Obras Sociais Irmã Dulce (BA)

O professor de artes marciais, que atualmente mora em Pequim, está colaborando com  a ONG Obras Sociais Irmã Dulce, um dos projetos sociais mais tradicionais de Salvador, na Bahia. A entidade filantrópica abriga um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com cerca de 3,5 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano. Atendem idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pessoas em situação de rua, usuários de substâncias psicoativas e crianças e adolescentes em situação de risco social. Em meio a pandemia, precisam de doações de máscaras para seus funcionários e alimentos para atender os pacientes e suas famílias.

 • René Silva - Voz das Comunidades (RJ)

Escolhido pela Forbes, em 2018, como um dos jovens mais influentes do mundo e vencedor do prêmio MIPAD (Most Influential People Of African Descente), no mesmo ano, René Silva é jornalista e fundou o Voz das Comunidades com apenas 11 anos. A fim de mostrar boas iniciativas existentes nas favelas cariocas e evidenciar os verdadeiros problemas sociais que os moradores enfrentam no dia a dia, o jornal realiza doações frequentemente para ajudar as comunidades. Atualmente, com a COVID-19, o Voz das Comunidades está coletando, junto a voluntários, doações de alimentos e itens de higiene para moradores do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

 • Thiago Vinícius - Movimento # FamíliaAjudaFamília (SP)

O jovem empreendedor social Thiago Vinícius ficou conhecido ao fundar a Agência Popular Solano Trindade, no bairro pobre de Campo Limpo, em São Paulo. Entre as atividades que ele administra em sua comunidade estão um espaço de coworking, um rádio, uma loja de produtos orgânicos e um restaurante. Durante a pandemia, ele está levantando doações para distribuir cestas de alimentos e gás para famílias nos próximos três meses por meio do movimento #FamíliaAjudaFamília.

O CORREIO compartilha boas ideias e atitudes de pessoas e empresas dispostas a fazer a diferença para, juntos, superar a tormenta da pandemia de coronavírus. Tem uma boa história? Compartilhe com a gente.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas