Candiru: conheça o 'peixe vampiro' famoso por entrar em orifícios humanos na Amazônia

em alta
18.05.2022, 13:58:31
(Foto: Reprodução)

Candiru: conheça o 'peixe vampiro' famoso por entrar em orifícios humanos na Amazônia

Após penetrar, o animal só é retirado do corpo através de cirurgia

Um peixe pequeno, inofensivo à primeira vista, é um dos mais temidos da Amazônia. Conhecido como "peixe vampiro", o candiru é famoso por penetrar orifícios do corpo humano, como uretra, ânus e vagina.

Esse peixe, que chega a 30 centímetros no máximo, se alimenta do sangue de outros animais e alguns vivem em forma de parasita nas brânquias de outros peixes. 

O peixe candiru é exclusivo da região amazônica e, segundo o biólogo Adriano Martins, a anatomia dessa espécie permite que ele se camufle nos rios barrentos da Amazônia, como o rio Madeira.

Em entrevista ao g1, o biólogo Adriano Martins deu mais detalhe de como ele age.

"Ele pode ser atraído por odores e pode penetrar a uretra, ânus e vagina. Ao entrar no hospedeiro, ele fixa seu corpo através de espinhos que tem em volta da cabeça e também utiliza suas nadadeiras que dificultam sua saída, sendo assim, sua retirada acontece somente em procedimento médico", explica Adriano.

Um outro biólogo, Flávio Terassani, disse ao g1 que apenas em Rondônia há cerca de 10 casos por ano de penetração do animal em seres humanos.

"[Há] quase um [caso] por mês. É comum acontecer acidentes com seres humanos da penetração da larva do candiru em orifícios de homens e mulheres. Eles podem entrar tanto pelo nariz, ouvido, própria boca, ânus e região genital. A maioria desses acidentes acontece com mulheres, que às vezes vão fazer xixi ou entram nos rios no período menstrual. Daí, eles sentem o odor do sangue e acabam penetrando na região genital", explicou.

Os biólogos alertam que não é recomendado entrar na água dos rios amazônicos com ferimentos recentes que possam sangrar, não urinar na água e sempre utilizar trajes de banho que cubram os órgãos genitais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas