Carga com 44 toneladas de trigo mofado é barrada no Porto de Salvador

economia
04.04.2019, 06:10:00
((Foto: Anffa))

Carga com 44 toneladas de trigo mofado é barrada no Porto de Salvador

Trigo estragado seria usado na produção de farinhas, pães e produtos de panificação em Salvador

Uma carga de 44 toneladas de trigo mofado, vinda da Argentina, foi encontrada por auditores fiscais agropecuários no Porto de Salvador. O produto, que já se encontrava num estado considerado nocivo à saúde humana e animal, foi detectado durante uma operação de rotina do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal.

O trigo estragado seria usado na produção de farinhas, pães e outros produtos de panificação em Salvador.

Roteiro da carga
A apreensão foi realizada no dia 28 de fevereiro, mas só agora foi divulgada. Segundo os fiscais, durante este período, o material seguiu para análise em laboratório, e, cerca de 72 horas depois, o resultado do exame comprovou o péssimo estado do produto. Mas apenas agora as autoridades agropecuárias obtiveram autorização oficial para eliminar a carga, por isso o descarte só foi realizado esta semana.

"O trigo, em geral, vem em contêineres e, às vezes, ocorrem infiltrações. A umidade acaba gerando mofo que libera microtoxinas. Se ingerido pelo ser humano, pode alojar no fígado e ser fatal", afirma o delegado do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários na Bahia (Anffa Sindical), Elias Elói de Santana.

O nome do comprador brasileiro não foi divulgado, nem o da empresa que forneceu a carga.

"Um produto como esse, se fosse processado e transformado em pães, biscoitos e outros produtos similares, poderia tranquilamente infectar a população devido à presença de microtoxinas", destacou o auditor fiscal federal agropecuário.

Ainda segundo a Anffa, a empresa importadora é a responsável pela inutilização. Mas o processo foi acompanhado pelos auditores fiscais federais agropecuários, responsáveis por lavrar o termo de descarte.

O trigo estragado foi descartado em um dos depósitos da Limpurb, sob a supervisão de auditores fiscais federais agropecuários (Foto: Anffa)

Dependência externa

Os produtores da Argentina ainda são os maiores fornecedores do trigo usado nas panificadoras do Brasil, ao lado dos canadenses. Juntos eles fornecem mais de 80% do trigo usado nas confeitarias e agroindústrias brasileiras.

A produção interna do cereal não é suficiente para abastecer o mercado. A maior parte da produção nacional de trigo está concentrada no sul do Brasil, nos estados do Rio Grande do Sul e Paraná. Na Bahia, só há produção no Oeste do estado, onde o plantio é irrigado e mantido por apenas seis produtores rurais.

Ano passado eles chegaram a expandir a área plantada e ultrapassaram mais 3 mil hectares cultivados, mas estão longe de conseguir abastecer o consumo interno. Os agricultores dos três municípios da Bahia produziram no ano passado 15 mil toneladas do produto.

De acordo com a Abitrigo, Associação Brasileira da Indústria de Trigo, o Brasil consome mais de 10 milhões de toneladas por ano, e precisa importar mais de 40% deste volume.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas