Carlos Amadeu é demitido do Vitória: 'Fiz o meu melhor'

e.c. vitória
18.09.2019, 18:43:00
Atualizado: 18.09.2019, 21:56:18
Carlos Amadeu é o quarto técnico demitido pelo Vitória na temporada (Letícia Martins / ECVitória)

Carlos Amadeu é demitido do Vitória: 'Fiz o meu melhor'

Técnico foi comunicado após desembarcar em Salvador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Lá vai o Vitória para o quinto treinador no ano. Após as quedas de Marcelo Chamusca, Claudio Tencati e Osmar Loss, foi a vez de Carlos Amadeu ser demitido do comando técnico rubro-negro. A decisão foi tomada pela direção do clube nesta quarta-feira (18), um dia após a derrota por 2x0 contra o São Bento, então lanterna do campeonato, fora de casa.

O próprio treinador anunciou o desligamento em sua conta no Instagram. Cerca de uma hora depois de Amadeu se pronunciar, o Vitória confirmou a demissão.

Segundo Carlos Amadeu, o comunicado da demissão aconteceu após o seu desembarque em Salvador, na tarde desta quarta. Aos 54 anos, o Vitória foi a primeira experiência dele à frente de uma equipe profissional. O treinador sequer completou dez jogos antes de ter a demissão consumada: ao todo, somou três triunfos, quatro empates e duas derrotas nas nove partidas que disputou.

O aproveitamento de 48% foi o maior entre os técnicos que passaram pela Toca na atual temporada. Em ordem de chegada, Marcelo Chamusca saiu com 38%, Claudio Tencati, dono do pior retrospecto, ficou com 23,8% e Osmar Loss foi demitido com 26% de aproveitamento.

Em nota, o rubro-negro afirmou que "decidiu finalizar o vínculo de trabalho com o treinador" e agradeceu "por todo o trabalho e dedicação" enquanto estava à frente do clube.

Amadeu estreou vencendo o Paraná por 2x0 no Barradão e logo em seguida conduziu o Leão à primeira vitória fora de casa ao bater o CRB por 1x0 em Maceió. Depois disso, o time acumulou uma sequência de quatro empates antes de se reencontrar com os três pontos ao vencer o Vila Nova, também como visitante, em Goiânia. Foi a última vez que a equipe pontuou. Dali em diante, emendou derrotas para Guarani e São Bento.

Em casa, o Vitória já está há um mês sem vencer. A partida contra o Paraná aconteceu no dia 10 de agosto. O próximo jogo será terça-feira (24), quando receberá o Atlético-GO, às 21h30, na Fonte Nova.

Ainda sem um novo nome confirmado, o Leão precisa correr. Nos próximos três jogos, enfrentará os três primeiros colocados da Série B. Além do Atlético-GO (2º), o rubro-negro pegará, fora de casa, o líder Bragantino antes de voltar para Salvador e jogar contra o Sport (3º).

A demissão de Amadeu confirma um número alarmante no Vitória. Nenhum técnico conseguiu ficar mais de 10 jogos comandando o rubro-negro nesta Série B. O mais longevo foi Osmar Loss, que acabou demitido logo após o seu décimo jogo. 

Antes disso, Claudio Tencati caiu após sua quarta partida na competição. Por coincidência, também após uma derrota para o São Bento. O time paulista venceu no Barradão por 3x1.

Confira a íntegra do comunicado emitido por Carlos Amadeu:

"Na tarde desta quarta-feira, após a chegada da delegação a Salvador, fui comunicado de meu desligamento do Esporte Clube Vitória. Saio do comando técnico do clube de cabeça erguida. Em um período curto, creio que a gente tenha conseguido criar um padrão de jogo mesmo com as dificuldades. Foram nove jogos, com três triunfos, quatro empates e apenas duas derrotas, alcançando um aproveitamento de 48% (que hoje colocaria o Vitória entre os dez primeiros na tabela da Série B). Como falei, foi um período curto, mas que fizemos o nosso melhor todos os dias. Obrigado ao clube pela oportunidade e à torcida pelo apoio sempre que estive à beira do gramado"

*Sob a supervisão do editor Herbem Gramacho.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas