Carnaval sem lixo: 1.500 ton de resíduos foram coletados durante a festa

carnaval
27.02.2020, 17:33:33
Atualizado: 27.02.2020, 19:57:37

Carnaval sem lixo: 1.500 ton de resíduos foram coletados durante a festa

Número é um pouco maior do que o de 2019, devido às ações de apoio realizadas junto às cooperativas de catadores⁣

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Apesar do número recorde de foliões no Carnaval deste ano – 16,5 milhões de pessoas, em todos os circuitos, bairros e ilhas - a Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) coletou 1.562 toneladas de resíduos, contra as 1.535 toneladas de 2019. Foram apenas 27 toneladas a mais.⁣

O volume - um pouco maior em 2020 - se deve, segundo o presidente da Limpurb, Marcus Passos, às ações adotadas pelo órgão, com destaque para o suporte direto aos catadores, que tiveram à disposição 14 Centrais de Apoio, durante todo o Carnaval. A quantidade de resíduos recicláveis, este ano, deve ser de 200 toneladas, contra 135,5 toneladas do ano passado. Ou seja: 65,5 toneladas a mais, se comparado a 2019.⁣

CORREIO Folia: confira todas as notícias do Carnaval 2020

“Mesmo com o número impressionante de pessoas nas ruas, a quantidade de resíduos coletados não aumentou na mesma proporção. O trabalho dos catadores de material reciclável foi fundamental neste processo. Trabalhamos em parceria com as cooperativas, a Ambev e a Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência/ Secis, através dos Centros de Apoio ao Catador, no sentido de garantir infraestrutura e renda para os mesmos. Eles levavam as latinhas e plásticos retirados das ruas para estas centrais, onde pesavam e recebiam o dinheiro na hora”, ressalta Passos. “Também acredito que o cidadão esteja mais consciente sobre a sua responsabilidade ambiental”, analisa ele. ⁣

Durante o carnaval, a Limpurb colocou em campo, ainda, sua equipe de educação ambiental, com o intuito de orientar os ambulantes às melhores práticas durante a folia. Em todos os dias da festa, os educadores distribuíram sacolas plásticas, esclareceram sobre o acondicionamento dos resíduos e a necessidade de manter os espaços limpos. ⁣

Este ano, uma das inovações no circuito Barra-Ondina foi a instalação de 100 tonéis de 400 litros, cada, para o folião descartar seus resíduos. Outra foi o incremento de duas passarelas, na Barra. Antes, só havia no Campo Grande. A passarela é o grupo de agentes que limpa a via de forma sincronizada, e que entra em ação entre um trio e outro. O trabalho dos agentes de limpeza ganhou grande repercussão. O cantor Marcio Victor chegou a convidar alguns deles, na última terça-feira (25), para subir ao trio do Psirico, onde prestou uma homenagem aos mesmos.

O CORREIO Folia tem o patrocínio do Hapvida, Sotero Ambiental, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Salvador Bahia Airports e Claro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas