Cartel de combustíveis será discutido em audiência pública no MP

bahia
20.07.2018, 16:17:00
Atualizado: 20.07.2018, 16:26:36
(Foto: Arquivo CORREIO)

Cartel de combustíveis será discutido em audiência pública no MP

Ação ocorre após inquérito civil instaurado para apurar possível acordo de preços

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) promoverá uma audiência pública sobre os aumentos nos preços de combustíveis em Salvador no dia 30 de novembro deste ano.

Um inquérito civil foi instaurado pela promotora Joseane Suzart no dia 09 de maio para apurar se os postos da capital “manipulam, acordam, combinam e ajustam” os preços dos combustíveis. Salvador e Região Metropolitana têm 250 postos. 

No dia 10 de maio, a promotora expediu uma recomendação para que o Sindicato das Distribuidoras de Combustíveis do Estado da Bahia (Sindicom-BA), órgão que representa os estabelecimentos da capital, suspenda "a manipulação e a fixação artificial dos preços dos combustíveis distribuídos e comercializados em Salvador/BA".

A audiência pública ocorrerá na sede do MP e é aberta ao público, que frequentemente denuncia os ajustes supostamente ilícitos cometido pelos postos. Consumidores, fornecedores, órgãos reguladores e públicos serão convidados.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas