Casal naufraga com veleiro onde morava em Porto Seguro e faz vaquinha para se recuperar

bahia
18.08.2021, 20:24:00
Atualizado: 18.08.2021, 21:26:56
Casal conseguiu escapar em bote de apoio do seu veleiro, chamado de Darwin (Foto: Reprodução)

Casal naufraga com veleiro onde morava em Porto Seguro e faz vaquinha para se recuperar

Dupla Wladimir e Rosane Popoff saiu de Paraty e usava o barco como casa e ferramenta de trabalho

Um casal paulistano que saiu de Paraty, no Rio de Janeiro, sobreviveu ao naufrágio da embarcação que moravam e trabalhavam no último dia 5 de agosto. O naufrágio aconteceu no litoral de Porto Seguro e o Barco só foi encontrado no último domingo (15), numa profundidade de 20m mar adentro.

Agora, o casal Wladimir Popoff Neto e Rosane Popoff luta para recuperar o veleiro de nome Darwin e tudo que tinha dentro dele. Eles abriram uma vaquinha com meta de R$150 mil reais e, até o momento, conseguiram levantar R$75,3 mil graças aos esforços de 418 apoiadores.

"Em minutos perdemos tudo. Foram décadas de sonho e preparação. Nosso querido veleiro Darwin se tornou nossa casa há mais de 5 anos. E perdemos muito mais que o barco, perdemos nossa casa! O que inclui todos nossos pertences, tudo, além de equipamentos, alimentos (o barco estava carregado para travessia)", publicou o casal.

De acordo com o casal, o que provocou o acidente foi uma rede com cabos muitos grossos, somados a uma madrugada de mar agitado. A Capitania dos Portos afirmou que investiga o caso e vai acompanhar o todo o processo.

Eles dois saíram de Paraty no início de julho e foram subindo o litoral brasileiro. O acidente aconteceu quando a embarcação saía de Caravelas com destino a Ilhéus. Os dois saíram do barco levando uma bolsa e os celulares. Conseguiram escapar utilizando um bote de apoio do próprio veleiro até serem resgatados por um pescador.

Segundo a capitania, Wladimir providenciou a retirada do barco junto à seguradora. O órgão afirmou que o o casal apresenta bom estado de saúde e o naufrágio da embarcação não causou poluição hídrica.

Procurada, a Marinha afirmou que avalia se Darwin será trazida de volta à superfície. A vaquinha virtual está disponível neste link.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas