Católicos celebram dia de São Domingos no Pelourinho

minha bahia
08.08.2017, 22:08:00
Atualizado: 08.08.2017, 22:08:39

Católicos celebram dia de São Domingos no Pelourinho

Os festejos começaram nesta terça-feira, dia da morte do santo, e seguem até o próximo sábado

Uma missa foi celebrada na noite desta terça-feira (8) na igreja da Venerável Ordem Terceira de São Domingos Gusmão, no Terreiro de Jesus, no Pelourinho. A cerimônia deu início as homenagens que serão realizadas até o próximo sábado (12) para comemorar o dia do santo, celebrado nesta terça.

Baianos e turistas assistiram à missa celebrada pelo frei Mariano Foralosso, da Primeira Ordem de São Domingos Gusmão, que saiu de São Paulo para comandar a celebração. Ele destacou a fé e a religiosidade como marcas do povo baiano.

"Eu tinha vindo a essa igreja antes da reforma e fiz questão de retornar. Esse é um exemplo concreto de um povo que cultiva seus valores, sua cultura, a beleza do seu patrimônio, e o caminho para o futuro. O ser humano precisa de três coisas: amor e carinho, pão e beleza", afirmou.

As celebrações na igreja segem até o próximo sábado (Foto: Almiro Lopes/ CORREIO)

Durante a celebração um casal que completava 33 anos de união pediu que o frei abençoasse as alianças. Além disso, um novo irmão foi integrado a ordem de São Domingos. Não faltaram selfs e fogos de artifício.

A igreja foi passou por reforma por mais de dois anos e foi entregue em novembro do ano passado. Quem esteve no templo pela primeira vez aproveitou para fotografar cada local. O gerente de empresa Davi Gurgel, 35, chegou de São Paulo na sexta-feira e resolveu registrar tudo no celular tudo o que viu.

"Os baianos são muito religiosos e isso é lindo. São muitas igrejas, cada uma mais bonita que a outra. Essa então, está muito bonita", contou. Essa foi a segunda vez que ele veio a Salvador.

Padre Lázaro Muniz e Frei Mariano Foralosso durante a missa (Foto: Almiro Lopes/ CORREIO)

São Domingos

São Domingos nasceu em uma família católica e ilustre, na Espanha, em 24 de junho de 1170. Ele recebeu o sacerdócio aos 24 anos e dedicou a vida à reconstrução da igreja, através das pregações. Ele morreu aos 51 anos, no dia 8 de agosto. O capelão da igreja que homenageia o santo no Terreiro de Jesus, padre Lázaro Muniz, destacou a importância do papel desempenhado por ele. 

"São Domingos é um grande santo para a igreja. Ele com São Francisco, abraçaram uma causa muito especial que era de reconstruir a igreja. O papa reconheceu a Ordem Franciscana e Dominicana depois de um sonho, quando viu Francisco e Domingos segurando a igreja que estava desabando. Foi um trabalho de 800 anos de reconstrução, um pela pregação, o outro pela vida de caridade acima de tudo", contou.

A programação da festa segue nesta quarta-feira (9), com uma cerimônia celebrada por Dom Agostinho Carvalho (OSB), às 18h30. O tema será 'Com São Domingos, celebramos o Ano Mariano, aprendendo a fazer a vontade de Deus – Fazei o que Ele vos disse'.

Na quinta (10), o pregador será Monsenhor Ademar Dantas dos Santos (Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Assunção), com o tema: 'Com São Domingos, invocamos Maria, nossa Mãe e Intercessora em todas as necessidades – Pedi e recebereis', às 18h30.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas