Cenas de Carnaval: Filhos de Gandhy

salvador
20.02.2019, 05:00:00
Atualizado: 20.02.2019, 17:02:51
(Paulo M. Azevedo/15.02.2010/Arquivo CORREIO)

Cenas de Carnaval: Filhos de Gandhy

Tradição da alma em azul e branco

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Ajayô! A saudação a Oxalá virou uma marca quase registrada do Afoxé Filhos de Gandhy. E por todos os circuitos se espalham o cheiro de alfazema, o balançar dos colares e o toque do agogô. 

O Gandhy acabou de comemorar 70 anos de vida e é a entidade mais antiga desfilando no Carnaval de Salvador. Fundado por estivadores, homenageia Mahatma Gandhi, falecido um ano antes, e alterou a última letra do nome do indiano para fugir de uma possível represália do governo, que já tinha intervindo no sindicato da categoria.

O ideal principal do Gandhy segue Gandhi: a paz. E ela veio, reza a lenda, após o bloco se tornar exclusivamente masculino. Haviam muitas brigas e entreveros com os homens dando em cima das esposas, namoradas, irmãs, etc. dos outros. A solução foi radical: proibir o sexo feminino e o consumo de álcool dentro do Gandhy. 

Carnaval 1991
Carnaval 1991 (Claudionor Júnior/Arquivo CORREIO)
Carnaval 2016
Carnaval 2016 (Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)
Carnaval 2016
Carnaval 2016 (Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)
Carnaval 2014
Carnaval 2014 (Marina Silva/Arquivo CORREIO)
Carnaval 1993
Carnaval 1993 (Marcos Aurélio/Arquivo CORREIO)
Carnaval 1987: Raimundo Queirós, que representou Gandhi no Afoxé entre 1979 e 2006
Carnaval 1987: Raimundo Queirós, que representou Gandhi no Afoxé entre 1979 e 2006 (Arquivo CORREIO)
Carnaval 2014
Carnaval 2014 (Marina Silva/Arquivo CORREIO)
O Padê no Carnaval 1991
O Padê no Carnaval 1991 (Marco Martins/Arquivo CORREIO)
Carnaval 2015
Carnaval 2015 (Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)
Carnaval 1992
Carnaval 1992 (Claudionor Júnior/Arquivo CORREIO)
Carnaval 2015
Carnaval 2015 (Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)
Carnaval 2014
Carnaval 2014 (Mauro Akin Nassor/Arquivo CORREIO)

O Afoxé já enfrentou altos e baixos em sua história e chegou a ficar alguns anos sem desfilar, em meados da década de 70, quando já tinha seu integrante mais famoso - Gilberto Gil - em seus quadros. 

Mas o Gandhy se reorganizou e chegou ao ápice em meados dos anos 2000, quando era fácil encontrar um integrante bem longe de onde o bloco desfilava. Muitos não sabiam nem o que era o Padê. Só compravam a fantasia para usar os colares e trocarem por beijos. A perda do objetivo real da entidade gerou críticas e até uma mudança radical, com o turbante azul em 2006. Mas logo o ‘tapete branco’ retornou.

Aos 70 anos, o Gandhy celebra uma vivacidade que poucos blocos possuem no Carnaval: uma tradição que mora na alma. “Quando eu tô no Gandhi, eu gosto do canto e da dança do ijexá. Aí eu me sinto parte integrante, molécula, partícula de uma coisa grande que é o canto e a dança da Bahia, o canto e a dança que vieram da África, a tradição do Candomblé. É um momento insubstituível. Têm muitas outras coisas boas na vida, mas tocar seu agogô ali na avenida não dá nem pra falar”, escreveu Gil, no aniversário do Afoxé. E é bem isso. Ajayô!

*Cenas de Carnaval é um oferecimento do Bradesco, com patrocínio do Hapvida e apoio de Vinci Airports, Fieb, Salvador Shopping, Unijorge, Claro, Itaipava Arena Fonte Nova e Sebrae

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-tratar-a-dor-da-chikungunya-entenda-fases-da-doenca/
Registro de casos aumentou 440% na Bahia nos últimos seis meses; sintoma pode se tornar crônico e durar anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheias-de-bossa-bebel-gilberto-lanca-parceria-com-martnalia/
Confira também o clipe Hipnose, de Larissa Luz, e a canção Caxixi, de Mariene de Castro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-o-video-filha-interrompe-entrevista-por-videochamada-e-vira-sensacao-nas-redes/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bia-doria-e-val-marchiori-geram-revolta-ao-falar-de-sem-teto-gostam-de-ficar-na-rua/
Socialite e primeira-dama do estado de SP disseram que pessoas não vão para abrigos pois 'não querem responsabilidades'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/leonardo-villar-protagonista-de-o-pagador-de-promessas-morre-aos-96-anos/
Ele eternizou o personagem Zé do Burro em filme premiado que se passa na Bahia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ciclone-bomba-onda-derruba-portao-e-invade-garagem-de-predio-em-sp-assista/
Ressaca atingiu praias na Baixada Santista e deixou rastro de destruição
Ler Mais