Centro de Convenções deve receber 50 eventos este ano

farol econômico
17.01.2020, 05:15:00

Centro de Convenções deve receber 50 eventos este ano


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Tem eventos este ano 
O Centro de Convenções de Salvador, que será inaugurado no próximo dia 26, deverá receber 50 eventos ainda este ano, acredita o secretário Municipal de Cultura e Turismo, Claudio Tinoco. Segundo ele, grande parte do que está planejado para 2020 no espaço são encontros de negócios de pequeno ou médio porte, eventos sociais, como formaturas. "O importante é deixar claro que aquela estrutura já terá utilização desde o primeiro momento", explica. Tinoco lembra que já existem três grandes eventos confirmados para este ano, o Congresso Nacional de Hotéis, junto com a feira Equipotel, a feira Super Bahia e a da Bienal do Livro, de 4 a 13 de setembro. "Além desses, ainda temos algumas coisas que serão apresentadas pela GL Events (empresa que vai administrar o Centro de Convenções)", lembra. 

Movimentação econômica
Claudio Tinoco explica que a movimentação econômica gerada pelo Centro de Convenções deverá ser crescente. A Prefeitura contratou um estudo de viabilidade, ainda na fase de projeto que demonstrou um potencial para uma movimentação de R$ 500 milhões por ano quando o projeto atingir a maturidade. Segundo ele, a expectativa é de atingir R$ 150 milhões até 2022 e chegar aos R$ 500 milhões a partir do 6º ano de operação. "Em pleno funcionamento, é um equipamento que vai funcionar como um atrativo para uma série de empresas, por isso o impacto estimado vai crescer". 

Notícias da ponte
A licitação para a construção da Ponte Salvador-Itaparica será homologada pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia amanhã. Segundo o secretário Marcus Cavalcanti, o prazo para questionamentos se encerrou na última quarta-feira. A partir da próxima segunda-feira, o consórcio responsável pela obra terá 60 dias, prorrogáveis por mais 30, para assinar o contrato e iniciar a implantação do projeto, diz Cavalcanti. Neste intervalo de tempo, o governo, em parceria com a empresa, pretende montar uma estrutura para o treinamento do pessoal que vai trabalhar na construção. "Já tivemos uma primeira conversa com eles, sobre a possibilidade de montarmos uma estrutura para o treinamento de pessoal na Ilha (de Itaparica)", conta. Entre as áreas disponíveis para a capacitação de mão de obra, ele cita o estaleiro da Enseada e um espaço da Bahiapesca. 

Refeições coletivas
Quarto maior produtor de refeições coletivas do Brasil, o Grupo LemosPassos cresceu 15,34% em 2019, superando a marca anual anterior  de 6,13%. Presente em nove estados, a empresa saltou de 5,5 milhões para 6 milhões de pratos servidos por mês. Para seguir elevando a curva de crescimento pelo terceiro ano consecutivo, a empresa apostou na forte atuação da equipe comercial, incluindo prospecção no eixo Rio-São Paulo, e ampliando também a base de fornecimento. Este ano, a empresa baiana planeja crescer 30% em relação ao ano passado. Um dos desafios está na previsão de alta nos preços da carne, que pode chegar a 25%, de acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas de Refeições Coletivas (Aberc).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas