Chadwick Boseman, o Pantera Negra, cortou o próprio salário para colega ganhar mais

sua diversão
28.09.2020, 19:39:00
Atualizado: 28.09.2020, 20:37:24
(Foto: Divulgação)

Chadwick Boseman, o Pantera Negra, cortou o próprio salário para colega ganhar mais

Atriz Sienna Miller revelou bastidores do filme Crime Sem Saída, de 2019

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A atriz Sienna Miller, que contracenou com o também ator Chadwick Boseman no filme de terror “Crime Sem Saída” (2019), decidiu compartilhar com o público uma história sobre os bastidores do longa, e a declaração revelou ainda mais do lado generoso do astro, que morreu há um mês, vítima de um câncer de cólon. . 

“Eu acho que todo mundo já sabe que Hollywood não paga o mesmo a homens e mulheres, e quando me ofereceram este filme eu pedi um salário que o estúdio não queria pagar. [...] Então Chadwick, que era produtor, doou parte do seu salário para que eu ganhasse o que queria”, contou.

Ela explicou que o próprio Chadwick foi quem a convidou para fazer o filme. "Ele era um fã do meu trabalho, o que foi incrível de saber, porque obviamente eu também o admirava, dez vezes mais”, disse. 

Sienna Miller disse que chegou a hesitar em aceitar o convite porque sua filha pequena estava numa fase prestes a começar a escola e a atriz também sentia que precisava de férias após trabalhar ininterruptamente por anos. "Então, decidi que só faria o filme se me pagassem o que eu valho", comentou. “Ele me disse: 'Você vai receber o dinheiro que merece'”, revelou. 

A atriz comentou ainda que, para ela, era impossível acreditar que outro homem em Hollywood se comportaria dessa forma respeitosa. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas