Chamadas Temáticas selecionam startups

salvador
30.07.2018, 16:47:21
Atualizado: 30.07.2018, 17:07:14
Salvador tem promovido movimentos de incentivo ao desenvolvimento de negócios empreendedores (Shutterstock)

Chamadas Temáticas selecionam startups

Propostas devem trazer soluções tecnológicas voltadas ao desenvolvimento de Salvador

O investimento em empreendedorismo e inovação tem sido apontado como um dos principais fatores que impulsionam as principais economias globais. A razão disso está em um dos princípios básicos de um negócio empreendedor: o poder de transformar o ambiente social e econômico onde está inserido. Atenta às práticas dos principais polos de inovação do mundo, Salvador tem promovido alguns movimentos com intuito de incentivar o desenvolvimento de negócios empreendedores.

No dia 9 de julho, foi lançada a Chamada Temática Cidade Sustentável, uma realização da Prefeitura de Salvador, através da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), da Construtora Civil e do Senai Cimatec. O objetivo é selecionar empresas para realizar provas de conceito de soluções inovadoras na temática Sustentabilidade, em seis vertentes distintas: Monitoramento e Licenciamento Ambiental, Urbanismo Integrado, Saneamento Ambiental, Construções Sustentáveis, Energias Renováveis e Mobilidade Urbana. A chamada integra o Edital de Inovação para a Indústria, iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Social da Indústria (SESI).

“Uma cidade sustentável promove qualidade de vida para seus cidadãos. Para isso acontecer, o ideal é que poder público, iniciativa privada e sociedade civil trabalhem juntos. Nesse sentido, Salvador tem investido para atrair startups e, ao mesmo tempo, se torna o laboratório para empreendedores desenvolverem as suas ideias”, explica André Fraga, titular da Secis.   

Para participar do edital, é necessário preencher o formulário de inscrição - disponível na plataforma http://bit.ly/editalcidadesustentavel -, e enviar um vídeo de até 3 minutos do tipo Elevator Pitch (uma apresentação sucinta e efetiva), apresentando o grupo e o projeto, além um Canvas da Proposta de Valor (uma ferramenta de planejamento estratégico), que ajuda a entender a relevância da solução. As inscrições vão até 12 de agosto e o resultado será divulgado dia 31 do mesmo mês.

As chamadas temáticas pelo Município, através Secis, também contam com a parceria de outros órgãos da Prefeitura, como a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria Municipal de Educação (Smed), Codesal, Transalvador, Cogel, Fundação Mario Leal Ferreira – FMLF, Superintendência de Obras Públicas (Sucop), Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman), Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e Secretaria Municipal de Gestão (Semge).

Cidade inteligente
Realizada em setembro de 2017, a Chamada Cidade Inteligente captou 10 startups com foco em tornar a infraestrutura e os serviços da cidade mais inteligentes, interligados e eficientes. Destas, nove avançaram para a próxima fase de construção dos protótipos e testes de viabilidade, após a etapa de validação e formulação dos projetos.

Voltadas à Mobilidade Urbana, há três soluções: Passaporte Salvador, que conecta, por meio de uma plataforma digital, turistas e guias da cidade; Se7E Corporation, um sistema de vídeo-monitoramento móvel inteligente que fornece relatórios sobre o comportamento de pedestres e ciclistas para reduzir o número de acidentes de trânsito; e Ti Mob, que automatiza o processo de conferência de regularidade dos veículos estacionados na Zona Azul, por um sistema inteligente de vigilância.

"Temos encontrado um suporte essencial para a maturação da solução. Ficamos felizes por fazer parte de um grupo de startups preocupadas com questões de grande relevância para a cidade", afirmou Jander Júnior, executivo da SE7E Corporation.

Com foco em soluções para Educação, duas startups foram selecionadas: a REP Educa, plataforma online de aprendizagem adaptativa que utiliza recursos de jogos para suportar os professores no ensino de Língua Portuguesa e Matemática, e aMini Maker Lab, que é um mini laboratório concebido para facilitar o ensino de microeletrônica, automação e robótica nas escolas.

No campo da saúde, duas propostas estão sendo desenvolvidas: Mosquito Zero, uma plataforma de soluções tecnológicas para melhor controle e diagnóstico de focos do Aedes aegypti e monitoramento das doenças relacionadas, e Mapa Médico, que é um sistema interativo que fornece à população informações em tempo real das unidades de saúde para otimizar o fluxo de atendimento médico.

As soluções New Tempus, que integra e processa dados de sensores, gerando informações inteligentes para melhorar os processos de tomadas de decisão em intervenções da Defesa Civil, e a Smart Gov, que é uma plataforma de gestão e monitoramento energético para redução de despesas da prefeitura com energia elétrica, estão focadas em Segurança Urbana e Monitoramento Ambiental, respectivamente.

Cidade resiliente
Em dezembro do ano passado foi realizada a Chamada Cidade Resiliente, que selecionou cinco startups que apresentaram soluções tecnológicas voltadas à promoção de qualidade de vida e resiliência urbana, que é a capacidade da cidade adaptar-se às situações adversas.

 Echo Flow propôs um sistema de gestão em tempo real da drenagem urbana dotado de diversas tecnologias para, por exemplo, emitir alertas para a população e órgãos municipais sobre possibilidades de alagamento. Já a Acquaconteapresentou um sistema de automação inteligente para aproveitamento de água proveniente de eventos climáticos extremos para atenuar os prejuízos à população.

Além disso, um sistema para integrar processos da cadeia de atividades potencialmente poluidoras para monitoramento dos resíduos gerados foi proposto pela startup BRANEF. A Engpiso trouxe a proposta de um pavimento de concreto drenante voltado às vias urbanas, com sensores integrados para monitoramento de enchentes e predição de chuvas.

Já a Next propõe o desenvolvimento de um sistema de gerenciamento em tempo real de emissão de gases do efeito estufa para gerar indicadores para construção de políticas de mobilidade e licenciamento ambiental mais sustentáveis e assertivas.

“O impacto da redução de emissão de gases poluentes repercute diretamente na condição de vida e na saúde da população soteropolitana. Para nossa solução, o desafio é ainda maior, já que Salvador possui uma das maiores frotas do Brasil”, explicou Elano Passos, sócio-diretor da Next.

Ecossistema de Inovação
O Senai Cimatec tem se posicionado, cada vez mais, como a referência nacional no desenvolvimento de tecnologia e inovação, envolvendo-se em ações que promovam o crescimento de empresas de todos os portes e segmentos. Para Flávio Marinho, gerente de tecnologia e inovação do Senai Cimatec, estas iniciativas contribuem com a consolidação de um ecossistema de inovação mais favorável ao empreendedorismo.

"As Chamadas Temáticas permitem reunir startups, grandes empresas, gestores públicos e um centro tecnológico de ponta para resolver problemas relevantes que são comuns a grandes cidades brasileiras e, ao mesmo tempo, têm o potencial de gerar empresas de futuro," declara Flávio.

A cultura empreendedora e o acesso a capital são um dos principais aspectos que balizam o potencial de empreendedorismo de uma cidade, de acordo com estudos realizados pela Endeavor, organização internacional de apoio a empreendedorismo de alto impacto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas