Chegou a hora de planejar 2021: dicas para organizar seu negócio

empregos
14.12.2020, 06:00:00
Anajulia destaca que, em 2021, a gestão financeira de uma empresa precisa ser preventiva e não reativa (Thaís Ribeiro/Divulgação)

Chegou a hora de planejar 2021: dicas para organizar seu negócio

Especialista dá dicas para o novo ano mesmo diante das incertezas

O ano está chegando ao fim e para além do balanço que as organizações fazem, chegou a hora de planejar os passos para 2021. Mesmo nesse cenário de incertezas, o planejamento é a garantia de alcançar as metas e organizar estratégias para fazer frente aos cenários desafiadores desses novos tempos. 

De acordo com a diretora da Escola para empreendedores Cafeína, Anajúlia Paes, mesmo que não houvesse a pandemia, dificilmente qualquer administrador de um negócio teria certezas sobre o futuro de um empreendimento. “O planejamento serve para ajudar a gerir os passos do empreendedor. Em relação à covid, é preciso saber que os negócios podem fechar novamente e acontecer um novo lockdown, por isso, vale criar o pior cenário para o seu segmento e planejar em cima disso, pensando nas estratégias possíveis para manter seu negócio vivo. Se o pior cenário não acontecer, é possível antecipar outras ações do planejamento”, sugere.

Para ela, um planejamento para ser efetivo precisa ter uma noção clara de objetivo para médio e longo prazo. “O objetivo está atrelado a duas coisas: a primeira é o problema. Quais são os problemas que a empresa está vivendo e como pode priorizar isso em uma linha categórica de soluções? A segunda são as projeções: onde quer chegar, o que pensa em alcançar, quais os próximos passos em relação a novas tomadas de decisões?”, esclarece, lembrando que o empreendedor que tem clareza das projeções e dos problemas consegue priorizar melhor suas metas. “Conhecendo seu objetivo, em um período de um ano, por exemplo, pode haver um planejamento mais efetivo, porque é possível alinhar tantos as necessidades como as oportunidades em um só lugar”, garante.

Impactos

A especialista salienta que o principal critério é sempre olhar para gestão de impacto, analisando e avaliando tudo o que se pode ganhar ou perder se houver aquele tipo de decisão ou a ausência de uma decisão também. “Ás vezes, as pessoas só lembram de avaliar o positivo e negativo de agir, mas não considera as consequências. Não é só o que pode perder se não fizer alguma ação, mas o que também ganha se passa a fazer outra e qual o peso de cada decisão no seu negócio”, explica.

Para a diretora Anajúlia, um planejamento  efetivo precisa ter uma noção clara de objetivo para médio e longo prazo (Foto: Divulgação)

Ela lembra que é fundamental fazer um escopo do negócio, separando cada segmento da gestão: financeiro, marketing, vendas, jurídico, liderança, processos, contabilidade, determinando as ações que precisam ser realizadas em cada um desses setores. Após definidas, cada ação deve gerar uma lista de tarefas. “Uma empresa pode decidir que o setor de marketing vai lançar uma campanha em março. Mas para essa campanha acontecer o que é preciso pensar e planejar? Definir objetivo e público da campanha, pensar nas peças gráficas, definir brindes e papelaria, pesquisar fornecedores, etc. Tudo deve ser detalhado para ficar mais fácil de acompanhar o desenvolvimento de cada setor”, explica a diretora da Cafeína.

Anajúlia também chama a atenção na hora de organizar a rotina da semana, criando gavetas de trabalho. “É importante o empreendedor entender como ele funciona melhor dentro da sua semana, quais dias e turnos é mais produtivo e em qual procrastina mais. Isso ajuda a organizar o seu calendário, ao colocar as tarefas que precisa fazer e são mais burocráticas nos horários em que está mais ativo e trazer a parte mais satisfatória do trabalho para os momentos em que costuma não ter tanta energia.”

Pontos de Organização

Para Anajúlia, existem três pontos para os empreendedores pensarem em 2021, inclusive, o primeiro deles reside na maior lição herdada com a pandemia e está no fato de que a gestão financeira de uma empresa precisa  ser preventiva e não reativa. “Esse é um dos primeiros passos de um negócio em 2021, fazer uma projeção orçamentária para entender quais são seus próximos desafios dentro do que se tem hoje e de um pior cenário que possa acontecer para que o empreendedor se sinta mais preparado para tomar decisões enquanto o problema ainda não virou um caos”, defende.

Para a diretora, depois que o caos está instalado, muitos podem não ter inteligência emocional para resolver o que for preciso.  O segundo ponto destacado é buscar criar novos lançamentos que tenham relação com o posicionamento da marca, para que quando a necessidade vier, o negócio esteja pronto e não crie alternativas que fujam do que é a essência da marca. 
O terceiro ponto é se preocupar com todos os públicos envolvidos na empresa, entender que não é só o cliente a prioridade. “Tem outros públicos que são tão importantes quanto para manter a empresa e que inclusive ajudam a atrair os clientes: parceiros, colaboradores, fornecedores, funcionários”, esclarece. 

Para ela, as empresas se resumem em pessoas e processos, então se tudo isso estiver alinhado e rodando bem, haverá mais facilidade em gerir crises porque já existe um preparo para tanto.


Pontos para planejar:
 
MARKETING
- Branding: Como anda a sua marca? Ela comunica seu propósito? Preste atenção se precisa alterar ou  melhorar algo na apresentação da sua marca
- Redes sociais: Verifique se elas comunicam a essência da sua empresa e se há engajamento com seu público. O que fazer para melhorar isso?
- Relacionamento com clientes, fornecedores, parceiros: Pensar em ações para estreitar laços 
- Criar campanhas e pensar em datas de oportunidade para seu negócio
 
FINANCEIRO
- Conferir e atualizar precificação dos produtos e serviços
- Gestão financeira: Ter o controle de custos, receitas, despesas, etc
- Fazer controle de estoque (se tiver)
- Prever soluções para períodos de sazonalidade 
 
VENDAS/COMERCIAL
- Criar ou atualizar portfólio (serviços) ou catálogo de produtos
- Verificar eficácia no processo de vendas
- Criar metas de vendas 
- Conhecer onde seu público está e pensar em estratégias para chegar até eles
- Divulgar feedbacks de clientes
 
LIDERANÇA
- Definir cargos e funções com manuais bem estruturados de cada atividade
- Definir cultura organizacional da empresa
- Organizar treinamentos para engajamento da equipe
 
JURÍDICO / CONTÁBIL
- Revisar contratos 
- Verificar regularidade nas relações trabalhistas
- Verificar forma de tributação e acompanhar gerenciamento dos impostos

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas