Clínica que funcionava irregularmente em São Marcos é fechada pela polícia

salvador
13.04.2021, 14:33:00
(Haeckel Dias/ Divulgação)

Clínica que funcionava irregularmente em São Marcos é fechada pela polícia

Vigilância Sanitária já havia interditado o local, que não tem alvará, duas vezes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma clínica laboratorial que funciona sem álvara sanitário e sem responsabilidade técnica foi fechada nesta terça-feira (13) por policiais da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon), em São Marcos. O local já havia sido lacrado por irregularidades outras duas vezes pela Vigilância Sanitária.

"Eles receberam multas e romperam os lacres nas duas vezes em que estivemos no local. Recebemos uma denúncia de que a clínica estava funcionando normalmente, então registramos um boletim de ocorrência e contamos com o apoio da Decon para conduzir o fechamento da clínica", explicou o coordenador da Vigilância Sanitária de Salvador, Raoni Rodrigues. 

Na clínica, foram encontrados materiais de coleta, o que deixa claro que estava funcionando. Além disso, não foram  localizados os lacres que haviam sido colocado anteriormente.  

"Enviamos equipes para o local e, quando chegamos, encontramos aberta a clínica, que estava proibida de funcionar. Entregamos a notificação de comparecimento à delegacia do dono do estabelecimento", diz a delegada Maria Aparecida Guerra, diretora da Decon.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas