Coach Pablo Marçal é proibido pela Justiça de fazer expedições em montanhas

brasil
17.01.2022, 08:48:09

Coach Pablo Marçal é proibido pela Justiça de fazer expedições em montanhas

Influencer é investigado por tentativa de homicídio

O coach messiânico Pablo Marçal foi proibido pela Justiça de realizar expedições em montanhas após colocar um grupo de pessoas em perigo durante ida ao Pico dos Marins, em São Paulo. 

A medida foi tomada após um pedido do Ministério Público. O influenciador ainda é investigado por tentativa de homicídio pela Polícia Civil. Tanto o MP quanto a polícia entendem que ele colocou as pessoas em risco de vida mesmo alertado pelas autoridades do risco que corria, informou o g1.

A decisão da Justiça é da última sexta-feira (14) e é assinada pela juíza Rafaela Assumpção Cardoso Glioche. Ela foi adotada de medida cautelar após pedido do MP. A defesa de Pablo pode recorrer. 

Polêmica
O influencer formou um grupo com 67 pessoas e os conduziu montanha a cima em meio a péssimas condições climáticas e a recomendações contrárias da Defesa Civil, que divulgou estado de alerta para a região. 

Nas redes sociais, Marçal se diz escritor de best-sellers e autor de métodos que prometem “destravar” pessoas rumo a uma vida de sucesso profissional e pessoal. A expedição à montanha seria um exemplo de “subir na vida” e fazia parte de um treinamento de aconselhamento intitulado “Pior ano da sua vida”. Toda a ascensão foi filmada e publicada em seu perfil no Instagram. 

Ao longo do caminho parte do grupo desistiu do percurso e regressou à base da montanha. No entanto, 32 seguiram e conseguiram chegar ao cume em meio a rajadas de vento e uma chuva incessante. Cenário suficiente para indicar uma possível hipotermia dos integrantes. 

No entanto, eles não conseguiram retornar. Por isso, por volta das 3h30 desta quinta (6), o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo foi acionado pelo grupo. Os resgatistas alcançaram o grupo no cume do Pico dos Marins e constataram que as pessoas corriam sério risco de morrer de hipotermia. 

Nos vídeos divulgados pelo influencer há cenas de barracas voando. Marçal informa, inclusive, que as barracas se romperam com o vento e que ele próprio precisou se abrigar junto a outro integrante. 

De acordo com a corporação, a visibilidade na descida era de apenas 5 metros e que o grupo poderia facilmente se perder no caminho de volta. Não há informações se Marçal tem cursos de resgate em montanha, ou certificação para guiar em ambientes como o da Serra da Mantiqueira. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas