Cocaína avaliada em R$ 1 milhão é encontrada em praia no extremo sul da Bahia

bahia
15.06.2021, 19:35:11
Atualizado: 15.06.2021, 19:47:29
(Divulgação/SSP)

Cocaína avaliada em R$ 1 milhão é encontrada em praia no extremo sul da Bahia

Mais de 100 quilos da droga foram encontrados no litoral baiano em menos de dois meses. Polícia Federal investiga o caso

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mais uma quantidade de cocaína apareceu em uma praia do litoral da Bahia. Desta vez, mais de 30 quilos de pasta base da cocaína, avaliados em R$ 1 milhão, foram encontrados, na manhã desta terça-feira (15) na Praia da Barrinha, em Mucuri, Extremo Sul do estado. 
 
A droga foi encontrada por pessoas que passavam na região do Porto da Tiririca, no distrito de Cruzelandia, e que estranharam a presença de uma mala com 25 tabletes da droga e entraram em contato com a polícia. 

Leia mais: Depois do óleo, o pó: o que explica o surgimento de drogas na costa baiana?
 
“Rapidamente nos deslocamos até o local informado e apreendemos os entorpecentes”, contou o comandante da Cipe Mata Atlântica, major Anilton Almeida.
 
A droga foi encaminhada para a Delegacia Territorial (DT) de Mucuri e seguiu para a perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT).
 
No último dia 8 de junho, a polícia baiana encontrou mais 30 kg de cocaína, divididos em tabletes, na tarde desta terça-feira (8), na praia da Bica, bairro de Areia Preta, município de Prado. 
 
Dois dias antes,  mais de R$ 2 milhões em cocaína já haviam sido localizados em uma sacola na Praia do Farol, município de Alcobaça, também no Sul do estado.
 
Mais de 100 quilos da droga foram encontrados no litoral baiano em menos de dois meses. Outras duas mochilas com pasta base de cocaína apareceram no litoral baiano, no mês de maio, na orla de Pau Fincado, em Nova Viçosa, e na Boca do Rio, em Salvador. No total, 72 tabletes de cocaína ou pasta base já foram apreendidos. A investigação da origem e destino do material é conduzida pela Polícia Federal.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048