Coelba aborda economia de energia em evento com clientes corporativos

especiais patrocinados
01.05.2019, 06:00:00
Cerca de 200 clientes corporativos da COELBA participaram do Workshop Eficiência Energética, em Salvador (Lúcio Adeodato)
Estúdio Correio -

Coelba aborda economia de energia em evento com clientes corporativos

Workshop Eficiência Energética orientou ainda sobre Chamadas Públicas de projetos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A importância da economia de energia foi o tema discutido por especialistas durante o Workshop Eficiência Energética, realizado na última segunda-feira (29), no Hotel Quality, no bairro do Stiep, em Salvador. Cerca de 200 representantes de instituições e empresas baianas ouviram atentamente informações de como se tornar mais eficientes no uso da energia, reduzindo o consumo e consequentemente o valor da conta de eletricidade. O evento foi uma realização da Coelba e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com organização do Jornal Correio.

O primeiro Workshop Eficiência Energética de 2019 começou às 08h com o credenciamento e finalizou por volta das 17h. A abertura oficial do evento foi realizada pela superintendente de Relacionamento com Clientes da Coelba, Cynira Malveira, que ressaltou a preocupação da Coelba em promover ações que ajudem os consumidores a economizar energia em todo o estado. A iniciativa será levada para as cidades do interior do estado até o fim do ano.

A superintendente de Relacionamento com Clientes, Cynira Malveira, realizou a abertura do evento (Foto: Lucio Adeodato)

A segunda edição do evento já tem data para ser realizada. Representantes de instituições e empresas da região de Juazeiro, na Bahia, e de Petrolina, em Pernambuco, terão a oportunidade de conhecer mais sobre eficiência energética e de receber informações sobre como participar das Chamadas Públicas da Coelba, no dia 27 de junho, em local ainda a ser divulgado.

Antes de entrar no tema Eficiência Energética, o público conheceu melhor os diversos canais de atendimento da Coelba, que oferece, por exemplo, uma área exclusiva para os clientes corporativos no site. O momento foi comandado pela gerente de Relacionamento da Companhia, Cleriane Rodrigues, que salientou a importância da adaptação do serviço por meio dos canais digitais, que, atualmente, concentra 83% das demandas. “Nós temos que nos manter presentes, mesmo com a digitalização. O desafio é ser digital e manter o atendimento personalizado. Em 2018, foram realizados mais de 30 mil atendimentos pelo Facebook, Instagram e Twitter”, ressaltou.

A gerente de relacionamento da companhia, Cleriane Rodrigues, falou sobre os canais de atendimento da Coelba durante o Workshop Eficiência Energética (Foto: Lucio Adeodato)

Oportunidade de economia

A primeira palestra com conteúdo técnico foi ministrada pelo diretor executivo da ABRINSTAL e especialista em energia pela Organização das Nações Unidas (ONU), Alberto Fossa. Ele focou em gestão de energia nas edificações, que em 2018 representou 50,8% do consumo de eletricidade do Brasil, sendo 25,5% para a área residencial, 17,1% par comercial e 8,2% para público. 

Para o futuro, o especialista em energia da ONU foi otimista e apresentou algumas características de edifícios eficientes, que teriam, por exemplo, fontes de energia renovável e não poluentes, além de inteligência em todos os lugares para otimização do uso da eletricidade, podendo garantir conforto, ambientes saudáveis e segurança.

Fossa abordou também os muitos benefícios da gestão de energia da implementação dos requisitos da norma ISO 50001 para as organizações, que geram oportunidade para as empresas, que vão desde a redução nos custos com energia elétrica ao aumento na confiabilidade nas operações, passando por um efeito positivo na produtividade e competitividade.

O tema gestão energética foi abordado no evento pelo especialista em energia da ONU, Alberto Fossa (Foto: Lucio Adeodato)

Apesar dessas vantagens, não é comum instituições e empresas aderirem atitudes para um o uso inteligente da energia. Além da falta de informação e conhecimento sobre novas tecnologias, Fossa acredita que as dificuldades estão em questões como a atenção da corporação focada na operação, a falta de capacitação técnica para identificar oportunidades de projetos, a falha no conhecimento dos benefícios financeiros gerados e a baixa na capacidade de monitoramento e dados de energia.

“Acho que existe uma falta de informação nos ganhos. Normalmente o pessoal, mais de indústria até, associa ganho de eficiência energética com gasto que ele vai ter com uma mudança tecnológica. E trabalhar em redução de consumo você não necessariamente trabalha só com campo tecnológico. Existe também a dificuldade do convencimento dos empresários de que energia é um assunto importante”, ressalta Alberto.

Na plateia, um funcionário do setor industrial se inspirava nas informações passadas no evento. “Já vou sair com algumas ideias boas daqui. Já sei até quem acionar, pois vou buscar alguns contatos aqui e, posteriormente, dentro da empresa que trabalho. Eu acredito que a gestão de energia é algo latente hoje e extremamente necessário não só para saúde da organização, mas também para a sociedade como todo”, conta Vinicius Santos, engenheiro eletricista da multinacional de manufatura têxtil Kordsa.  

Iluminação eficiente

A iluminação artificial representa quase 20% do consumo de energia elétrica (EE) no Brasil. Segundo um estudo da Empresa Pesquisa Energética (EPE) e da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (ABILUX), o uso total da EE representa mais de 50% no setor público, 40% no público comercial, 25% no residencial e 4% no industrial.

João Gabriel Pereira de Almeida falou apresentou dados e deu dicas sobre uma iluminação eficiente para o público presente no evento (Foto: Lucio Adeodato)

Para diminuir esses números e economizar energia é fundamental projetar uma iluminação eficiente. Algumas dicas foram dadas na última palestra da manhã, ministrada pelo especialista em projetos para Iluminação Artificial, João Gabriel Pereira de Almeida. No caso de empresas, alguns exemplos práticos são: procurar produtos certificados, a exemplo do selo PROCEL; aproveitamento da luz natural; automação da iluminação; e utilização de sensores de presença em espaços como vestuários, estacionamento e corredores.

“Não adianta a gente ser eficiente somente apagando a luz. Este ato economiza energia, mas é importante também se preocupar com a qualidade da iluminação necessária em cada ambiente de acordo com a norma ABNT NBR ISO 8995.” concluiu João Gabriel.

Chamadas Públicas

Após a pausa para o almoço, o Workshop Eficiência Energética voltou com a gerente de Eficiência da Neoenergia, Ana Christina Mascarenhas, que explicou sobre os procedimentos do Programa de Eficiência Energética (PEE). A iniciativa é promover o uso eficiente e racional de energia em todos os setores da economia, por meio de projetos que demostrem a importância e viabilidade econômica das ações de combate ao desperdício da eletricidade.

Ana Christina Mascarenhas esclareceu sobre os procedimentos do Programa de Eficiência Energética (Foto: Lucio Adeodato)

A convocação da participação da sociedade para apresentar propostas que desenvolvam medidas para promover a eficiência energética é feita durante as Chamadas Públicas de Projetos, lançadas pela Coelba anualmente. Na Chamada Pública em andamento, podem se inscrever clientes das classes de consumo Industrial, Comércio e Serviços, Poder Público, Serviços Públicos e Residencial (condomínios).

“Recebemos poucas propostas. O ideal é que a gente receba muito mais projetos. A intenção do Workshop é justamente informar que existe uma verba destinada para eficiência energética e orientar como apresentar esses projetos nas Chamadas Públicas” disse a gerente de Eficiência da Neoenergia.

Para participar é preciso apresentar um projeto de Eficiência Energética com a indicação de quais usos finais serão eficientizados, como a substituição de lâmpadas e equipamentos antigos, por exemplo.

Daniel Sarmento, gestor de Unidade de Engenharia e Projetos de Eficiência Energética, ressaltou a importância de ter um empresa especializada em energia eficiente para construir a proposta (Foto: Lucio Adeodato)

Para quem tem interesse de apresentar algum projeto nas convocações da COELBA, o gestor de Unidade de Engenharia e Projetos de Eficiência Energética, Daniel Sarmento, deu algumas dicas durante a penúltima palestra do evento. Ele abordou os mecanismos da Chamada Pública. Uma das sugestões foi a importância de prospectar uma empresa de engenharia que tenha experiência em energia eficiente para fazer o pré-diagnóstico e apresentar propostas viáveis. “Os critérios de habilitação da empresa de engenharia estão claros no edital. Elas precisam comprovar experiência e o cliente pode confirmar isso no CREA” acrescentou Daniel.

Portal de Chamada Pública

Os interessados devem apresentar suas propostas até o dia 28 de maio no Portal de Chamada Pública de Projetos, disponível no site da distribuidora. O encerramento do Workshop Eficiência Energética foi com a palestra do Valdy Amaral Junior, que é gerente de desenvolvimento de Software da empresa Bitsol e falou sobre espaço online, que é adaptável a diversos aparelhos com internet, como celulares, computadores e tablets.

No Portal de Chamada Pública de Projetos tem um manual didático com explicação de todos os passos e etapas do processo de habilitação da proposta. Além de usar o guia de uso, Valdy Amaral destaca a importância de fazer um cadastro de teste e não deixar tudo para a última hora. “A informação só chega na Neoenergia na última etapa. Então, o interessado pode se cadastrar à vontade, ver como funciona o sistema para que no momento de fazer o cadastro do projeto final tudo esteja redondo” explicou o desenvolvedor de Software.

Valdyr Amaral, gerente de desenvolvimento de Software, alertou para a importância de realizar teste no Portal de Chamada Pública de Projetos (Foto: Lucio Adorato )



***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas