Com 10 estrangeiros no clube, Bahia vive intercâmbio sul-americano

podcast
10.09.2021, 14:30:00
Atualizado: 10.09.2021, 14:30:41

Com 10 estrangeiros no clube, Bahia vive intercâmbio sul-americano

Este episódio analisa a presença e o desempenho de jogadores formados nos países vizinhos

Já não se fala apenas português há algum tempo na Cidade Tricolor, dentro e fora de campo. A comissão técnica tem quatro argentinos: o técnico Diego Dabove, os auxiliares Guillermo Formica e Walter Ribinetto, além do preparador físico Agustín Buscaglia.

A lista de jogadores conta com outros seis estrangeiros: Conti, Mugni e o recém-chegado Isnaldo também nasceram na Argentina. Rodallega e Índio Ramírez são colombianos. Oscar Ruíz é paraguaio. 

O Bahia vai precisar até fazer rodízio de gringos. Isso porque o regulamento do Brasileirão só permite que cada clube relacione no máximo cinco jogadores estrangeiros por jogo. Pelo menos um deles vai ter que ficar fora da relação em cada rodada do campeonato. Esse intercâmbio sul-americano na Cidade Tricolor é o assunto deste episódio.

Você pode ouvir no player abaixo ou fazer o download:

Também é possível escolher o seu aplicativo favorito para ouvir o nosso podcast:

Para ouvir no Deezer, clique aqui.
Para ouvir no Spotify, clique aqui.
Para ouvir no Apple Podcasts, clique aqui.
Para ouvir no Google Podcasts, clique aqui. 

QUE PODCAST É ESSE? Bate-Pronto é uma produção semanal do CORREIO. Nele, trazemos sempre programas temáticos para debater algum conteúdo esportivo que tenha relação com a Bahia.

MAS O QUE É PODCAST? É um programa de áudio igualzinho a um de rádio, mas que você pode ouvir quando, onde e como quiser - pulando, pausando ou adiantando os trechos, se preferir. Basta ter um aplicativo de músicas (como Spotify), um aplicativo para podcasts (do Google ou da Apple) ou simplesmente dar o play na janela acima.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas