Com alta da gasolina, procura por conversão para GNV cresce 50% em 3 anos

salvador
02.09.2017, 08:09:00
Atualizado: 02.09.2017, 08:11:33

Com alta da gasolina, procura por conversão para GNV cresce 50% em 3 anos

A informação é da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) e de empresas especializadas em realizar o serviço em Salvador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Os constantes aumentos no preço da gasolina nos últimos três anos e o último reajuste anunciado pela Petrobras de 4,2% nas refinarias, fizeram crescer em 50% a conversão de veículos ao sistema de gás natural veicular (GNV) na Bahia e no Brasil.

A informação é da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) e de empresas especializadas em realizar o serviço em Salvador. Em todo o Brasil, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), já há 1,9 milhão de veículos convertidos ao GNV, enquanto na Bahia o quantitativo chega a quase 500 mil.

A troca pelo sistema GNV tem ganhado adeptos por gerar economia de 50% em veículos movidos à gasolina e 55% nos que funcionam a álcool. “Só neste mês de agosto eu fiz mais de 100 conversões”, disse o empresário Márcio Campos, da Rodegás, especializada na área. “É um mercado que está em pleno crescimento há três anos, devido a esta crise”, completou ele, informando que para fazer a conversão a pessoa gasta entre R$ 3,5 mil a R$ 5 mil, a depender do tipo de carro.

“Mas é uma troca que vale muito a pena pela economia que é feita, a pessoa sente logo a diferença”, afirmou Campos, para quem o sistema só não expandiu mais na Bahia ainda por causa da pouca quantidade de locais de abastecimento com o GNV.

A procura só não é maior porque muitos usuários reclamam da falta de locais de abastecimento. Na Bahia, são 81 postos em 13 cidades, a maioria próximas a Salvador, onde há 45 postos de gás natural veicular. No Brasil, segundo a Abegás, são 1.576 postos de abastecimento de GNV.

“Esse é um gargalo que nós temos: realizar esta expansão dos postos no interior. Já deixei de fazer serviços para clientes do oeste aqui justamente por causa disso”, revelou o empresário.

“Temos notado um avanço muito grande na conversão de veículos leves, mas ainda não notamos isso em relação aos veículos pesados, que é algo que pode ser feito. A economia do GNV em relação ao diesel é de ao menos 70%”, afirmou Marcelo Mendonça, gerente de planejamento estratégico da Abegás.

Para a conversão, Mendonça afirma que ela deve ser feita com alguns cuidados, como em oficinas autorizadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “Os equipamentos a serem usados também devem ter o selo do Inmetro, assim como os órgãos de inspeção, que é quem vai atestar que o equipamento instalado segue as normas de segurança e funcionamento do Inmetro”, completou.

O mecânico Clécio Arcanjo, 38, foi um dos consumidores que aderiram ao gás natural veicular para fugir dos aumentos da gasolina. Ele contou que consegue economizar R$ 80 por mês. “Quando eu tenho que rodar muito, acabo optando pelo gás, porque consigo andar mais e gastar menos”, disse.

O motorista do aplicativo Uber, Fábio Gonçalves, 36, utiliza frequentemente o gás natural. Ele contou que não deve voltar a usar a gasolina, por causa dos aumentos. “O gás acaba sendo uma opção para quem trabalha com transporte, porque a gente sempre anda mais. Eu consigo economizar 50%, porque encontro gás de R$ 2,15”.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-um-susto-targino-se-prepara-para-cantar/
Músico sofreu grave acidente de carro, mas escapou ileso e agora se prepara para fazer lives
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-sera-comemorado-com-maratona-de-lives-promovidas-pelo-correio/
Serão seis apresentações de bandas e cantores durante o projeto, que arrecadará doações
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/junho-chegou-correio-promove-lives-para-comemorar-o-sao-joao/
Apresentações acontecem sempre às sextas e sábados de junho, às 19h
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/editorial-fotografado-a-distancia-une-tres-paises-na-quarentena/
O ensaio foi realizado pela plataforma Zoom, usando celular
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-de-marrom-a-bahia-tambem-ensina-ao-mundo-como-cantar-e-dancar-forro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/copo-de-leite-faz-haddad-acusar-bolsonaro-de-brindar-supremacistas-brancos-entenda/
Leite tem sido usado como símbolo por neonazistas nos EUA; petista enxergou provocação após repercussão de mortes de homens negros. Presidente nega
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anastacia-comemora-80-anos-com-muito-forro/
Cantora e compositora lança EP com produção de Zeca Baleiro e parcerias com Mariana Aydar, Chico César e Amelinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nizan-guanes-vai-entrevistar-roberto-medina-abilio-diniz-e-washington-olivetto/
As entrevistas são parte do Sunday Night Live que o publicitário tem realizado em sua conta do Instagram
Ler Mais