Com aumento de casos, governo dá freio na volta às aulas 100% presenciais, diz Rui

bahia
29.09.2021, 10:39:00
Atualizado: 29.09.2021, 10:46:52
(Divulgação)

Com aumento de casos, governo dá freio na volta às aulas 100% presenciais, diz Rui

Casos ativos de covid no estado foram, em dez dias, de 2 mil para 2,8 mil

O retorno às aulas 100% presenciais, que já era planejado pelo Governo do Estado para o início do mês de outubro, vai ter que esperar. Foi isso que o governador Rui Costa disse em coletiva à imprensa na manhã desta quarta-feira (29), quando mostrou preocupação com o crescimento recente do indicador da covid-19 e o efeito que isso poderia tomar num retorno imediato.

"A volta 100% presencial era nossa intenção e já tínhamos acionado a Secretaria de Educação para o retorno pleno no início de outubro. Só que, em dez dias, subiu de 2.000 pra 2.800 casos ativos. Isso fez que a gente desse um freio no planejamento", explicou Rui. 

O governador reiterou ainda o compromisso de retomar atividades essenciais em sua plenitude, mas ressaltou que isso deve ser feito respeitando os indicadores da pandemia. "Nós vamos liberar assim que as condições sanitárias permitirem. Nossa programação, inclusive, era poder ter feito o anúncio na semana passada da liberação de jogos (com público), assim como o retorno presencial 100% às aulas. Era nosso planejamento porque os números vinham caindo. Mas, infelizmente, pra nossa surpresa os números subiram bastante", disse.

Rui declarou, no entanto, que esse cenário de recuo pode mudar já na próxima semana se os casos voltarem ao patamar anterior. "Vamos aguardar o que deve acontecer nos próximos dias. Ontem, já deu uma queda. Então, se na próxima semana os números voltarem ao patamar de dez dias atrás, aí voltamos pro planejamento das voltas às aulas presenciais e mais flexibilizações e podemos, em 10, 20 ou 30 dias, ter boas notícias", falou.

O aumento dos casos da variante delta no estado também é motivo para atenção. "Sim, nós estamos preocupados porque, em todo lugar que ela chega, a variante delta domina. O termo é esse mesmo: dominação. Ela entra e vai tomando tudo, o que acontece não só no Brasil como em todo lugar do mundo", avaliou. No último sábado (25), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) divulgou mais 58 casos da delta na Bahia, chegando a 72.

(Foto: Wendel de Novais/CORREIO)

Encosta na Calçada
As declarações de Rui foram dadas na manhã desta quarta-feira, quando o governador foi até a Calçada, em Salvador, para entregar uma obra de contenção de encosta realizada na Primeira Travessa Barão da Vila da Barra, que se localiza entre a Avenida Jequitaia e a Estrada da Liberdade.

Sobre a entrega, Rui destacou o comprometimento do governo com a prevenção contra deslizamentos na capital baiana e o volume de investimento que está colocado nisso. "Toda essa encosta daqui até o Lobato era um sofrimento, tudo desabando e a imprensa vindo contar os cadáveres. E, só nesse trecho, temos R$ 64 milhões aplicados apenas em encostas. Isso nunca aconteceu e eu fico feliz", concluiu 

A entrega é uma ação do Programa de Contenção de Encostas e Prevenção de Acidentes Naturais do Governo do Estado, que é direcionado para localidades distribuídas em 47 bairros de Salvador e outros três de Candeias. O programa conta com um investimento superior a R$ 200 milhões.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas