Com chances remotas na Sula, Bahia começa a pensar no Brasileirão

e.c. bahia
22.05.2021, 05:05:00
"A equipe não pode deixar a motivação e a confiança caírem", alertou Rodriguinho (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Com chances remotas na Sula, Bahia começa a pensar no Brasileirão

Estreia na Série A será no próximo sábado (29) contra o Santos, em Pituaçu

A derrota para o Independiente complicou muito a situação do Bahia na Sul-Americana. Para manter a chance da vaga, o Esquadrão é obrigado a vencer o último jogo da fase de grupos, contra o Montevideo City Torque. Não só isso: ainda será preciso torcer para que o time argentino perca em casa do eliminado Guabirá, lanterna do Grupo B.

O cenário, que já era difícil, ficou ainda pior na quinta-feira (20). O City Torque goleou o time boliviano por 4x0 e ultrapassou o Bahia na tabela. Assim, o clube uruguaio também chega à partida derradeira com possibilidade de classificação. O confronto direto será na quarta-feira (26), às 19h15, em Pituaçu, mesmo dia e horário de Independiente x Guabirá.

O Esquadrão ainda vai tentar fazer sua parte e buscar o triunfo. Mas, diante de um cenário tão complicado, o meia Rodriguinho alerta: não dá para se deixar abater se a vaga não vier. Afinal, o Campeonato Brasileiro começa em exatamente uma semana. E há ainda a disputa da Copa do Brasil, em junho.

“Lógico que nós queríamos classificar, era um objetivo de todos nós. Mas, se não houver a possibilidade, a gente vai ter que focar no Brasileiro e na Copa do Brasil. A equipe não pode deixar a motivação e a confiança caírem. Nós temos que estar cientes que o trabalho está sendo muito bem feito, para que nós possamos manter esse nível de atuação”, alertou.

O Bahia será o responsável pelo jogo de abertura da Série A, estreando diante do Santos, no próximo sábado, dia 29, às 19h, em Pituaçu. 

Evolução
Foi contra o Peixe, aliás, que o tricolor encerrou a campanha no Brasileirão 2020. Diante de um oponente recheado de reservas e em casa, o time de Dado Cavalcanti triunfou por 2x0, com golaço de voleio de Rossi e um de Alesson, e garantiu a vaga na Sul-Americana atual. Foi uma classificação importante depois de uma temporada instável, que teve risco de queda à Série B.

Para Rodriguinho, a história será outra em 2021. O meia vê um time em situação melhor e espera um outro nível de desempenho.

“Eu vejo uma equipe bem mais sólida. Demonstramos isso na Copa do Nordeste, conseguindo o título. Com boas atuações na Sul-Americana. Acho que a equipe tende a crescer ainda mais, consolidando o trabalho do Dado. Equipe confiante que podemos fazer um ano melhor do que foi no ano passado, por todos os resultados que tivemos até agora. É não deixar isso escapar. Independentemente do que aconteceu na Sul-Americana, a gente tem que entrar forte, focado no Brasileiro. Com muita confiança. Para que nós possamos começar já bem e seguir na competição com a expectativa que temos aqui”, comentou.

Além do Brasileirão, o Esquadrão também terá pela frente a terceira fase da Copa do Brasil. O time enfrentará o Vila Nova. A ida será no dia 1º de junho, em Goiás, enquanto a volta está marcada para o dia 9, em Pituaçu.

“São competições superimportantes. A Copa do Brasil, que, financeiramente, nem se fala, é o sonho de todos os atletas. E o Campeonato Brasileiro é muito importante para a gente. Primeiro, para apagar o que foi feito ano passado, que não foi do agrado de ninguém. A gente pretende fazer muito melhor. A equipe tem muito a evoluir. Já melhoramos bastante em termos de posse, de propor jogo, de saber sofrer no momento certo. Temos que minimizar os erros para fazer com que os resultados fiquem favoráveis”, afirmou Rodriguinho.

“Como o Brasileiro é muito longo, temos que ir somando pontos. Não deixar que os triunfos ou empates sejam perdidos por falha individual. Se um companheiro errar, tem que ter outro para poder ajudar e a gente não sofrer com isso”, concluiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas