Com covid-19, Pazuello deve ficar internado ao menos mais um dia em Brasília

coronavírus
31.10.2020, 16:24:13
Atualizado: 31.10.2020, 16:32:04
O ministro Eduardo Pazuello foi diagnosticado com Covid-19 há dez dias (Agência Câmara)

Com covid-19, Pazuello deve ficar internado ao menos mais um dia em Brasília

Ministro fez exames na sexta para monitorar infecção e teve de ficar no hospital para 'hidratação e acompanhamento médico'

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deve ficar internado ao menos mais um dia no hospital DF Star, em Brasília, para nova avaliação médica a ser feita neste domingo (1º). Ele está com covid-19 e foi internado na sexta-feira (30). A expectativa do Ministério da Saúde ontem era que ele fosse liberado "brevemente".

A pasta divulgou novas informações na tarde deste sábado (31), dizendo que o ministro passou por uma avaliação clínica. "Pazuello encontra-se bem, com quadro de saúde estável, e em processo de hidratação", diz a nova nota. Ainda segundo o ministério, não houve necessidade de medidas de suporte como suplementação de oxigênio e ele deve ficar no hospital até amanhã para nova avaliação.

O general, que foi diagnosticado com covid-19 há dez dias, deu entrada no DF Star ontem à noite, após um quadro de desidratação O hospital é um dos mais conceituados do DF e recebeu outras autoridades com coronavírus, como o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

O ministro da saúde costumava comparecer a eventos públicos sem máscara antes de contrair a doença. No último dia 22, o presidente Jair Bolsonaro fez uma visita a Pazuello no hotel, após tê-lo desautorizado publicamente, cancelando o acordo para compra de 46 milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida na China.

Na ocasião, os dois gravaram um vídeo sem máscaras, apesar de o ministro estar contaminado. No vídeo, Pazuello disse que tomou o "kit completo" contra coronavírus, incluindo a hidroxicloroquina, medicamento defendido por Bolsonaro, mas que não tem comprovação científica de eficácia contra a doença. O ministro chegou a dizer que estava "zero bala" e, Bolsonaro, a afirmar que Pazuello era "mais um caso concreto" de que o uso da hidroxicloroquina "deu certo".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas