Com 'lei do ex' de goleiro, Bahia perde para Atlético-GO em casa

e.c. bahia
13.09.2020, 19:59:00
Atualizado: 13.09.2020, 22:35:15
Jean, ex-Bahia, fez o único gol aproveitando rebote (Tiago Caldas / CORREIO)

Com 'lei do ex' de goleiro, Bahia perde para Atlético-GO em casa

Tricolor é derrotado com gol de Jean, na estreia de Mano Menezes, e fica à beira do Z4

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Apesar da troca de técnico e da estreia de Mano Menezes, o Bahia continua em péssima fase na Série A. Mesmo jogando em Pituaçu, o tricolor perdeu para o Atlético-GO por 1x0 neste domingo (13), pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O único gol da partida foi marcado pelo goleiro Jean, em rebote de uma falta cobrada por ele mesmo ainda no 1º tempo. Revelado no Esquadrão, Jean preferiu não comemorar o gol.

Com isso, o Bahia amplia para sete rodadas o jejum na competição. São quatro derrotas e três empates nesse período. A última vitória foi há quase um mês, dia 16 de agosto, quando bateu o Red Bull Bragantino por 2x1 em Pituaçu.

Com um detalhe: nos dois últimos jogos, o Esquadrão atuou em casa, sendo derrotado em ambos. Antes de perder para o Atlético-GO, havia tomado 2x0 do Grêmio na quinta-feira (10).

RESUMÃO

Com algumas mexidas promovidas por Mano Menezes, o Bahia não se encontrou. O Atlético-GO teve maior domínio no campo de ataque e abriu o placar de forma merecida ainda no primeiro tempo.

O técnico estreante fez mudanças logo no começo da etapa final. O tricolor dominou mais a posse de bola e contou também com o recuo do Atlético-GO para garantir o placar. Porém, o Bahia não conseguiu criar grandes chances.

>> Veja todas as notícias do Bahia publicadas no CORREIO

QUEM BROCOU?

A partida teve um gol solitário, e marcado pelo adversário. O goleiro Jean, formado no Esquadrão, abriu o placar para o Atlético-GO aos 39 minutos da etapa inicial, aproveitando rebote em cobrança de falta.

Mano fez mudanças na equipe, mas perdeu na estreia
(Foto: Tiago Caldas / CORREIO)

LEI DO EX... DE GOLEIRO

O Estádio de Pituaçu assistiu a algo inédito neste domingo: um gol de goleiro marcado por um 'ex'. O baiano Jean fez o seu primeiro tento da carreira ao aproveitar o rebote de uma falta cobrada por ele mesmo, aos 39 minutos do 1º tempo. O goleiro é formado no Esquadrão e defendeu o profissional do clube entre 2015 e 2017. Em respeito ao Bahia, o camisa 1 não comemorou.

MANO MENEZES

O novo técnico do Esquadrão estreou nervoso. Sem torcida no estádio e com um microfone da transmissão oficial bem próximo dele, foi possível ouvir durante todo o jogo os palavrões e reclamações de Mano. Quem mais ouviu foi o quarto árbitro, Moisés Ferreira Simão, e o atacante Gilberto, a quem o treinador pedia maior movimentação na frente. Sobrou até para o próprio microfone: "vira pra lá, não quero microfone", disse.

MUDANÇAS

Em seu primeiro jogo, Mano já deu um toque próprio à equipe. Resgatou o atacante Clayson, que vinha no banco e foi titular pela primeira vez na Série A, e preferiu o volante Jadson no lugar de Daniel e do garoto Edson, que teve espaço no meio-campo com Claudio Prates. Douglas também voltou a ser titular no gol.

JEJUM

Gilberto foi substituído aos 29 minutos do segundo tempo por Mano. Com isso, o camisa 9 do Esquadrão segue em dívida. Já são 11 jogos sem balançar as redes. O atacante ainda não marcou desde que o futebol foi retomado. O último tento foi em 26 de fevereiro, quando fez dois no 3x1 sobre o Nacional do Paraguai, em Assunção.

PRIMEIRO TEMPO

O Bahia demorou de se encontrar no novo esquema sugerido por Mano Menezes. O Atlético-GO teve mais posse de bola no campo de ataque, fez com que ela circulasse próximo da área tricolor por mais tempo e assim criou muito mais chances.

O Dragão esteve próximo de abrir o placar por duas vezes: aos 28, Nícolas chutou de fora da área e a bola passou raspando a trave de Douglas. Aos 35, Janderson fez fila na defesa do Bahia, driblou o goleiro Douglas, mas teve o chute cortado em cima da linha por Capixaba.

O tricolor não se encontrou. Élber teve boas escapadas pela direita, mas não conseguiu conectar com Gilberto. Clayson, que voltou a ser titular com Mano, pouco produziu. O meio-campo ficou mais preso na marcação.

Aos 39, o goleiro Jean cobrou falta na entrada da área para o Atlético-GO. A bola bateu na barreira, voltou para ele, que bateu forte e acertou o gol. 1x0. Aos 46, Nícolas chutou de longe e obrigou o goleiro tricolor a fazer outra bela defesa.

Janderson driblou Douglas no primeiro tempo
(Foto: Tiago Caldas / CORREIO)

SEGUNDO TEMPO

Mano começou a etapa final desfazendo a aposta em Clayson e Jadson, ao colocar Daniel e Rossi no jogo com 11 minutos. No primeiro lance, Rossi já levou perigo: subiu ao ataque e cruzou rasteiro. João Victor tentou afastar e quase mandou contra o próprio gol.

Mas foi só isso. O ponto positivo é que com as mudanças o Bahia dominou por completo a posse de bola. O Atlético-GO, sentindo o melhor momento do tricolor, recuou e tentou buscar o contra-ataque. Todas as tentativas, no entanto, foram bem anuladas pelo Esquadrão.

A etapa final foi do Bahia fazendo a bola circular pela intermediária de ataque, mas sem conseguir finalizar com perigo. Nos 45 minutos finais, o goleiro Jean teve pouquíssimo trabalho. Apenas defesas protocolares, como saídas do gol para cortar escanteios.

Ainda deu tempo do zagueiro Juninho receber o cartão vermelho, já nos acréscimos. O árbitro interpretou que ele havia agredido o adversário e expulsou diretamente.

Rodriguinho teve atuação ruim, assim como todo ataque tricolor
(Foto: Tiago Caldas / CORREIO)

E A CLASSIFICAÇÃO?

Com a derrota e o jejum na Série A, o Bahia fica com 9 pontos na tabela. Aparece em 16º lugar na classificação, à beira do Z4. O Esquadrão tem a mesma pontuação do 17º colocado, o Botafogo. O que separa as duas equipes é o número de vitórias: dois para o tricolor, uma para o alvinegro.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima rodada, o Bahia visita um time em crise: na quarta-feira (16) enfrenta o Corinthians, às 21h30, na Arena Corinthians. O Timão segue sem técnico depois de demitir Tiago Nunes e perdeu neste domingo (13) para o Fluminense por 2x1.

FICHA TÉCNICA

Bahia 0x1 Atlético-GO - 10ª rodada da Série A 2020

Bahia: Douglas; Nino Paraíba (Edson), Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo, Jadson (Daniel) e Rodriguinho (Marco Antônio); Élber, Gilberto (Saldanha) e Clayson (Rossi). Técnico: Mano Menezes.

Atlético-GO: Jean; Dudu, Éder, João Victor e Nícolas (Gilvan); Edson e Oliveira; Gustavo Ferrareis (Hyuri), Janderson (Everton Felipe) e Chico (Matheus Vargas); Renato Kayzer (Matheuzinho). Técnico: Vagner Mancini.

Gols: Jean, aos 39 minutos do 1º tempo.

Estádio: Pituaçu, em Salvador.
Cartão amarelo: Daniel (Bahia)
Cartão vermelho: Juninho (Bahia)
Arbitragem: Vinicius Gomes do Amaral, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (trio do RS).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas