Com Nino suspenso, Bahia tem disputa por vaga na lateral direita

e.c. bahia
23.09.2020, 05:00:00
Mano Menezes vai ter que quebrar a cabeça para resolver os problemas do Esquadrão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia )

Com Nino suspenso, Bahia tem disputa por vaga na lateral direita

Pelo menos três atletas aparecem como candidatos no setor

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A disputa por uma vaga na lateral direita do Bahia está aberta. Pelo menos para o duelo contra o Athletico-PR, no próximo sábado (26), às 19h, na Arena da Baixada, o técnico Mano Menezes vai ter mais esse problema para resolver na equipe.

Titular no setor em todos os dez jogos que o Esquadrão fez na Série A, Nino Paraíba recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o Corinthians, por 3x2, no último dia 16, na Neo Química Arena, e vai cumprir suspensão.

O substituto mais lógico seria João Pedro, atleta que iniciou o ano como titular do Esquadrão ainda sob o comando de Roger Machado. O problema é que João se recupera de uma cirurgia no joelho e ainda não tem condições de jogo.

Assim, Mano vai ter que achar uma solução para suprir a ausência de Nino. Zeca, que joga pelo lado esquerdo, mas é destro, não vem treinando com o elenco. Ele foi liberado pelo clube para resolver problemas pessoais. Desta forma, atualmente o único lateral de origem disponível para o treinador é o garoto Douglas Borel, de apenas 18 anos, que é cria das divisões de base do clube.

Apesar da pouca idade, Douglas já estreou com a camisa do time principal. Em janeiro do ano passado, quando tinha apenas 16 anos, o garoto entrou no segundo tempo da goleada por 7x1 sobre a Juazeirense, na Arena Fonte Nova, pelo Campeonato Baiano.

Lançado por Enderson Moreira, Douglas Borel voltou a entrar no segundo tempo da derrota para o Bahia de Feira, por 2x0, também pelo Baianão, mas não voltou mais a ser utilizado no time principal.

Esse ano, o jovem jogador foi puxado para o time de cima durante o retorno aos treinos após a paralisação no calendário, mas não atuou em nenhum jogo oficial.

Outras opções
Caso Mano Menezes considere que Borel ainda não está preparado para o time principal, a outra opção é improvisar um jogador no setor. Aí, dois nomes aparecem como prováveis soluções.

O primeiro é o volante Edson. Ele já jogou de lateral direito nos tempos de divisão de base. No Bahia, o jogador também fez a função com o próprio Mano. Na derrota de 1x0 para o Atlético-GO, Edson substituiu Nino Paraíba no segundo tempo.

O outro nome é o também volante Jadson. Mais próximo do comandante tricolor, ele fez essa função no Cruzeiro, quando era treinado pelo próprio Mano. O jogador vem sendo titular no meio-campo desde a chegada do treinador ao Esquadrão. 

Diante do Athletico-PR, o Bahia pode mudanças também em outros setores. Mano Menezes e comissão técnica têm aproveitado o período sem jogos para fazer testes na equipe considerada titular. 

Destaque do time de aspirantes no Campeonato Baiano, o volante Ramon tem ganhando elogios e pode ter chances no Brasileirão. 

Independentemente de quem for o escolhido, Mano Menezes vai ter que ajustar bem o time tricolor. O Bahia não vence pelo Brasileirão há oito jogos e é o atual vice-lanterna da Série A, com nove pontos conquistados.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas