Com nova folga, Dado tem missão de consolidar ideias no Bahia

e.c. bahia
13.01.2021, 15:33:00
Atualizado: 13.01.2021, 15:37:05
Dado busca primeira vitória no comando do Bahia e precisa de sequência positiva para manter equipe na Série A (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Com nova folga, Dado tem missão de consolidar ideias no Bahia

Tricolor pode ganhar retornos importantes para a sequência da temporada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Se tem uma coisa que o técnico Dado Cavalcanti não pode reclamar desde que assumiu o comando técnico do Bahia é de tempo para trabalhar. Se entre o jogo contra o Internacional e a partida com o Grêmio, ele teve nove dias para preparar a equipe. Agora o treinador terá um novo intervalo de nove dias para consolidar as suas ideias.

Depois de empatar com o Atlético-GO por 1x1 no último domingo (10), o Esquadrão só voltará a entrar em campo na quarta-feira (20), contra o Athletico-PR, na Fonte Nova, pela 31ª rodada do Brasileirão. O duelo contra o Corinthians, pela 30ª rodada, foi agendado para o dia 28 de janeiro.

Com a folga na tabela, Dado Cavalcanti vai ter tempo para corrigir os detalhes que estão faltando para o Bahia voltar a vencer. Um dos pontos importantes para o treinador será o de definir as estratégias e esquemas que vão ser usados na reta final da temporada.

Contra o Grêmio, por exemplo, Dado optou por povoar o meio-campo, escalando quatro jogadores, e teve uma boa resposta, apesar da derrota. Já no empate com o Atlético-GO, ele preferiu voltar ao antigo esquema e o volante Ramon deixou o time para a entrada do atacante Fessin.

“A condição do Ramon, inicialmente, aconteceu por uma troca tática. Eu tinha utilizado quatro homens de meio no jogo passado (contra o Grêmio), Ronaldo, Daniel, Ramon e Ramírez. E fiz uma opção um pouquinho diferente, de usar três homens de meio. Dei preferência para Daniel e Ramírez e, por conta disso, o Ramon não permaneceu nos 11 iniciais”, disse o treinador após a partida em Goiânia.

Um outro ponto que pode ser revisto por Dado durante os treinos é o posicionamento dos jogadores de meio-campo e ataque. O colombiano Ramírez, por exemplo, atuou mais recuado nos três jogos que fez sob o comando do treinador. No entanto, ele diz que se sente mais confortável jogando próximo ao gol adversário, como vinha ocorrendo com Mano Menezes.

"Eu tento fazer bem nas duas posições, fazer o que cada treinador me pede, mas pessoalmente eu gosto mais de estar perto da área, criando funções de gol mais próximo da área rival. Ali eu tenho mais confiança, fico mais tranquilo para criar as jogadas", disse Ramírez.

“Onde o professor me colocar, eu vou tratar de fazer as coisas bem. Conversei um pouco com Gregore e Daniel e dizia que me sentia melhor um pouco mais à frente, um pouco mais solto e perto da área para agredir a defesa rival. Bom, vamos ver qual formação podemos utilizar. Vou conversar com o professor para saber como podemos dar a volta por cima e eu possa usar todo o meu potencial em campo da melhor maneira”, continuou ele.

Retornos
Além da parte tática, o tempo sem jogos vai ser importante para o Bahia recuperar atletas do elenco. Um deles é o zagueiro Lucas Fonseca. Capitão do tricolor, ele não atua desde a derrota para o Red Bull Bragantino, no dia 20 de novembro, pela 22ª rodada do Brasileirão.

Lucas já está recuperado da lesão que sofreu na coxa e vem participando normalmente dos treinos. Existia a expectativa de que ele voltasse ao time na partida contra o Grêmio, mas o defensor acabou ficando em Salvador para aprimorar a parte física.

Já o meia Rodriguinho e o volante Patrick de Lucca, que testaram positivo para a covid-19, devem ser liberados para voltar aos treinos ainda essa semana, ficando à disposição do treinador para o jogo contra o Athletico-PR.

Quem tem retorno garantido mesmo é o atacante Gilberto. Artilheiro do Esquadrão na temporada 2020 com 17 gols, ele ficou fora da partida contra o Atlético-GO para cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas