Com pegadinha no pai, Fabiana comemora convocação para a Copa

esportes
16.05.2019, 19:47:00
Atualizado: 17.05.2019, 10:55:02
Fabiana é titular da lateral direita da seleção brasileira (Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação)

Com pegadinha no pai, Fabiana comemora convocação para a Copa

Lateral baiana irá para sua terceira Copa do Mundo

No intervalo de suas corridas pelo Subúrbio Ferroviário, o apreensivo taxista Francisco Conceição Simões, 59 anos, decidiu fazer uma ligação. Ele aguardava notícias da filha Fabiana, que mora em Porto Alegre e aguardava longe de casa uma confirmação para animar toda a família. Aproveitou uma breve parada e fez a chamada, mas a resposta não foi aquela que estava aguardava com tanto fervor.

“Pai, não fui convocada”, disse Fabi, lateral do Internacional com passagens por Barcelona, Corinthians, Santos e Tyresö, da Suécia. Neste último, foi campeã da Liga dos Campões da Europa. Ao ouvir a resposta, seu Francisco ficou tão abatido quanto desconfiado: o corte era algo possível já que Fabi teve uma lesão na panturrilha e ficou quase dois meses longe dos gramados. Mas a voz dela não demonstrava tristeza, o que gerou estranhamento.

Tudo indica que ele conhece bem a filha, que fez uma pegadinha e, minutos depois, ligou para desmentir a primeira história: Fabiana foi convocada pelo técnico Vadão e vai defender o Brasil na Copa do Mundo de futebol feminino, que será disputada de 7 de junho a 7 de julho, na França.

Será a terceira Copa do Mundo da atleta de 29 anos. Ela já disputou 59 jogos pela seleção brasileira e marcou seis gols. Pelo Brasil, Fabi foi prata nas Olimpíadas de Pequim-2008 e ouro no Pan de 2015, em Toronto.

“Eu fiquei muito feliz em ver a convocação. A gente sempre fica feliz em saber que vai, ver nosso nome ali quando sai dá aquele alívio. Foi como se fosse a primeira vez que estou indo para a Copa, senti o mesmo que senti quando fui convocada pela primeira vez”, contou Fabiana ao CORREIO.

Além dela, uma outra baiana entrou na lista das 23 convocadas por Vadão: a veterana Formiga, 41 anos, que vai disputar a sétima Copa do Mundo na carreira. A única edição do Mundial que a eterna camisa 8 não disputou foi a primeira, que aconteceu na China em 1991. Naquela época, a craque tinha apenas 13 anos de idade.

Preocupa?
A preparação do Brasil para a Copa passou longe de ser das melhores. O desempenho da equipe comandada por Vadão perdeu as últimas nove partidas que disputou, desempenho que colocou o trabalho do treinador de 62 anos sob muitos questionamentos. Com Vadão à frente da seleção desde 2016, a equipe perdeu dez das últimas 11 partidas oficiais.

Por outro lado, o técnico comandou o time que venceu a Copa América pela oitava vez, conseguindo assim a vaga para o Mundial, e também se classificou para a Olimpíada de Tóquio-2020. Só que depois do torneio continental, as vitórias sumiram.

Questionada sobre o momento da seleção, Fabiana declarou que a expectativa sobre o desempenho é a melhor possível e que jogar a Copa do Mundo desperta nas jogadoras uma motivação diferente.

“A expectativa é de que melhore. Estou bastante ansiosa pra que comece logo. Quando chegar na arena da competição muda muito a nossa postura. A gente tem trabalhado bastante, apesar dos resultados ruins da preparação, mas tudo fica como aprendizado. Temos time para fazer uma boa competição e queremos voltar pra casa com o título”, finalizou a lateral.

Baianas na Copa
A Bahia já mandou sete jogadoras para a Copa do Mundo. Além de Formiga e Fabi Simões, as atletas Sissi, Solange, Suzy, Elaine e Rafaelle também já estiveram em um Mundial pela equipe canarinho. 

O Brasil está no grupo B da Copa da França junto a Jamaica, Austrália e Itália. A estreia é contra o time da América Central, a Jamaica, no dia 9 de junho, em Grenoble. Em seguida enfrenta a Austrália, no dia 13, em Montpellier. O confronto final da primeira fase será contra a Itália, no dia 18, em Valenciennes.

São 24 seleções na disputa, divididas em seis grupos. As duas primeiras colocadas de cada chave e as quatro melhores terceiras avançam às oitavas de final. A partir de então começa o sistema eliminatório até a decisão. O Brasil nunca conquistou o título. Já os Estados Unidos são o atual e também maior campeão, com três troféus.

*Com supervisão do subeditor Ivan Dias Marques


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-de-clipe-de-anitta-e-morto-no-rio-estarrecida/
Segundo moradores, ele foi assassinado por vingança após uma briga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/aluno-da-ufrb-e-acusado-de-racismo-por-recusar-prova-de-docente-negra/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/morre-marie-fredriksson-vocalista-da-roxette/
Ela foi diagnosticada em 2002 com um tumor no cérebro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/filme-sobre-geovane-morto-por-policiais-chega-ao-festival-do-rio/
Dirigido por Bernard Attal, documentário se baseia em caso revelado pelo CORREIO
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/harmonia-recebe-ludmilla-e-ferrugem-em-gravacao-de-dvd-no-wetn-wild/
Gravação acontece na estreia d'A Melhor Segunda Feira do Mundo, no dia 6 de janeiro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-juice-wrld-morre-aos-21-anos-nos-estados-unidos/
Ele sofreu convulsão no aeroporto; artistas lamentam
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fotografa-faz-ensaios-para-negros-a-preco-acessivel-no-reconcavo/
Ellen Katarine também é trancista, dreadmaker e estudante de História na UFRB
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thiaguinho-chora-ao-cantar-musica-que-escreveu-para-fernanda-souza-veja/
Cantor começou a se emocionar durante a canção 'Deixa Tudo Como Está'
Ler Mais