Com pouco tempo e sem reforços, Dado planeja sequência no Bahia

e.c. bahia
04.03.2021, 19:31:00
Atualizado: 04.03.2021, 19:36:25
Após perder três titulares, Dado terá que mudar time do Bahia para estreia do grupo principal no Nordestão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Com pouco tempo e sem reforços, Dado planeja sequência no Bahia

Treinador garante que conseguirá montar time competitivo para início da temporada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A temporada 2021 para o elenco principal do Bahia vai começar da mesma forma que 2020 foi encerrado: com maratona de jogos e ritmo intenso. Depois de apenas quatro dias de folga, o elenco vem treinando na Cidade Tricolor de olho na estreia na Copa do Nordeste, neste sábado (6), às 18h30, contra o Botafogo-PB, pela Copa do Nordeste. 

A partida contra os paraibanos é válida pela segunda rodada do Nordestão – na primeira rodada, o Esquadrão foi representado pelo time de transição, que venceu o Salgueiro, em Pernambuco. Com pouco tempo de preparação, Dado Cavalcanti claro qual vai ser a estratégia para os primeiros compromissos. 

“A nossa estratégia, na condição de pouco tempo de intervalo, é dar sequência ao trabalho que vinha sendo desenvolvido, e fazer avaliações o mais individual possível. Fazer o entendimento dos jogadores, individualmente daqueles que precisam mais tanto de repouso quanto de treinamento. Vamos ter esse entendimento junto com a comissão técnica, preparação física, fisiologia, departamento médico, para entender o melhor momento para tirar algum jogador de jogo para descansar um pouco mais ou treinar um pouco mais. Essas adaptações serão mais do âmbito individual já que não conseguimos com todos os atletas”, explicou Dado.

Segundo o treinador, o torcedor não deve esperar grandes mudanças neste início de ciclo. Além do pouco tempo de preparação, o elenco ainda não ganhou reforços. Pelo contrário. O time perdeu pelo menos três peças que vinham sendo titulares de Dado, os volantes Gregore e Ronaldo e o zagueiro Ernando. Ao todo, sete atletas deixaram o clube. 

É ideia minha repetir, manter o padrão. Não temos tempo suficiente para fazer mudanças significativas nem de atletas, nosso time não tem reforço para esse início, nem de ideias pelo fato de não termos tempo de treinamento”, continua Dado. 

O treinador confirmou que para a partida na Copa do Nordeste, vai puxar apenas o goleiro Matheus Teixeira da equipe de transição. Ainda sem Mateus Claus, lesionado, Teixeira ficará como opção para Douglas. Mesmo assim, Dado garante que vai montar uma equipe competitiva. 

“Dá pra fazer uma equipe competitiva, mas não é a ideal. Nós tivemos perdas significativas, de início perdemos três titulares, mas a confiança no elenco é grande, eles já fizeram grandes jogos pelo Bahia. Mas eu tenho a consciência, e todos no Bahia sabem disso, que estamos buscando fortalecer o nosso grupo, até em quantidade, tenho poucos jogadores à disposição. Não é a minha intenção enfraquecer o time de transição no momento, vai ter a oportunidade, pois já estão mostrando potencial. Mas eu confio no que temos à disposição para fazer uma equipe competitiva para a Copa do Nordeste e Copa do Brasil”, finalizou o treinador. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas