Comércio da Gamboa não funciona em luto pelas mortes de três moradores

salvador
01.03.2022, 15:47:12

Comércio da Gamboa não funciona em luto pelas mortes de três moradores

Jovens foram mortos durante ação da PM

A grande maioria dos estabelecimentos da Gamboa não funcionou nesta terça-feira (01). O motivo é o luto pelas mortes de três moradores da comunidade nesta madrugada pela Polícia Militar. 

"Foram meninos que vimos crescer aqui na comunidade. Eram filhos da comunidade.  Aqui todo mundo é unido e em solidariedade às famílias, está tudo fechado", disse uma moradora. Bares, lanchonetes, mercadinhos, lojas de utensílios não funcionaram. "Até as igrejas foram solidárias à causa e não abriram", contou. 

COBERTURA COMPLETA DO CASO: ACESSE O CORREIO AFRO

Segundo a PM, o fato foi um confronto, após policiais militares terem sido recibos a balas por homens armados. Versão que foi negada pelos moradores e por parentes de uma das vítimas. 

Entre os mortos estão o autônomo Alexandre dos Santos, 20 anos, irmão do atacante Juninho do Esporte Clube São Bernardo do Campo, time que disputa a terceira divisão do Campeonato Paulista. Segundo a família aqui em Salvador,  assim que soube da morte do irmão, o jogador pretendia vir para o enterro, mas não será possível, pois ele joga nessa quarta-feira. 

Além de Alexandre, morreram o estudante Patrick Sapucaia, 16, que seria filho de um policial militar aposentado, e o vendedor ambulante Cauê Guimarães. Até o momento os parentes deles não foram localizados na Gamboa e nem estiveram no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) para a liberação dos corpos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas