Companhias aéreas cancelam voos para Caracas diante de confrontos no país

brasil
01.05.2019, 16:30:00
(Foto: AFP)

Companhias aéreas cancelam voos para Caracas diante de confrontos no país

Novos cancelamentos podem ser anunciados nos próximos dez dias

Diversas companhias áreas cancelaram voos internacionais com destino a Caracas nesta quarta-feira (1º), após os protestos violentos registrados na capital do país na terça. A companhia espanhola Air Europa informou que os voos deste feriado para Caracas foram suspensos e que outros cancelamentos poderão ser anunciados nos próximos dez dias.

A agência de viagens Molina Viajes, com sede em Caracas, divulgou que os voos provenientes de Miami para Caracas e com destino à cidade norte-americana também foram suspensos. A companhia Estelar cancelou seu voo de Buenos Aires, na Argentina, para a capital venezuelana, mas continua operando os voos que vêm de e para o Peru e o Chile.

Até o início da tarde, o metrô de Caracas operava normalmente, depois de ter seus serviços interrompidos ontem feira durante os confrontos na capital.

Mais cedo, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, disse a repórteres na Casa Branca que o secretário de Estado do país, Mike Pompeo, pretende discutir nesta quarta-feira com o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, sobre os desdobramentos do conflito na Venezuela. 

Bolton e outros funcionários dos EUA alegam que a Rússia é responsável pela decisão de Maduro de permanecer no país. Bolton e Pompeo afirmaram que Maduro estava pronto para voar para Cuba na terça-feira, após uma tentativa de revolta militar contra seu governo, até que a Rússia o persuadiu a permanecer no país. Fonte: Associated Press.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas