Comprados por Felipe Neto, 14 mil livros com tema LGBT são distribuídos na Bienal do Rio

em alta
07.09.2019, 13:26:06
Atualizado: 07.09.2019, 13:33:18
(Reprodução/Twitter)

Comprados por Felipe Neto, 14 mil livros com tema LGBT são distribuídos na Bienal do Rio

Uma enorme fila se formou para a entrega dos livros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os 14 mil livros com temática LGBT comprados pelo o youtuber Felipe Neto foram distribuídos na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, no início da tarde deste sábado (7). Os livros foram embalados em um plástico preto, com, o adesivo "este livro é impróprio - para pessoas atrasadas, retrógradas e preconceituosas".

(Foto: Reprodução)

Uma enorme fila se formou para a entrega dos livros. Entre os títulos escolhidos, estão Dois Garotos se Beijando, de David Levithan (Galera); Arrase!, de RuPaul (HarperCollins); Boy Erased, de Garrard Conley (Intrínseca); e Ninguém Nasce Herói, de Eric Novello (Seguinte).

Inicialmente, Felipe comprou 10 mil livros que tenham temas ou personagens do universo LGBT. Mais tarde, anunciou a compra de mais 4 mil livros "para esgotar de vez o estoque de livros com temática LGBT na Bienal".

Entenda o caso
O caso acontece depois de o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciar em seu Twitter na noite de quinta (5) que censuraria a HQ "Vingadores - A Cruzada das Crianças", que estava sendo vendida na Bienal. A história em quadrinho traz dois homens se beijando —o que Crivella considera pornografia e, portanto, atentaria contra o Estatuto da Criança e do Adolescente.

A prefeitura do Rio notificou extrajudicialmente a Bienal, não pedindo o recolhimento dos livros, mas dizendo que os exemplares de “Vingadores” fossem lacrados e viessem com uma classificação indicativa ou aviso de que há material ou cenas impróprios para menores de idade.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas