Concertos natalinos são realizados na Catedral Basílica do Santíssimo Salvador

salvador
06.12.2021, 06:00:00
(Arisson Marinho/CORREIO)

Concertos natalinos são realizados na Catedral Basílica do Santíssimo Salvador

Apresentação tem uma hora de músicas escritas para as noites de Natal do século XVIII

A Catedral Basílica do Santíssimo Salvador recebeu, na manhã de domingo (5), a Orquestra Barroco na Bahia. Os concertos natalinos já começaram, emocionando tanto os fiéis que deixaram suas casas na manhã chuvosa em direção ao Largo Terreiro de Jesus, no Pelourinho, quanto os artistas, que tocaram em público pela primeira vez em 1 ano e 8 meses, após o início da pandemia.

De arquitetura barroca, com inauguração datada de 1672, a Catedral ecoou sons ouvidos pela primeira vez no século XVIII, de Bottesini e Haydn, tocadas por uma orquestra criada há quase três décadas. Se as datas por si só já não deixaram claro, o diretor artístico do concerto, Alexandre Casado traduz a apresentação em uma só palavra: tradição.

"Trazemos à tradição da cidade o que era popular nas ruas de Roma há dois e três séculos. A nossa proposta é fortalecer a tradição da comunidade nessa época de Natal".

Uma hora de músicas escritas para as noites de Natal do século XVIII foi a proposta do concerto já realizado, mas também dos que ainda estão por vir no próximo domingo (12), quando a orquestra contará com um coro e quatro solistas para a 1ª parte do “Oratório Messias”, e do dia 19, quando terá apresentação do novo conjunto musical “Metais Catedrais”, tocando músicas internacionais de Natal para sopros.

No mesmo concerto, será lançado o novo projeto “Música de Natal na torre da Catedral”. Nele, entre os dias 19 e 24 deste mês, o novo conjunto apresenta músicas natalinas de cima da torre da sinaleira, sempre no horário das 11h30. Na véspera do Natal, especificamente, a apresentação ocorre às 17h30, antes da Missa do Galo.

Sempre com o apoio do padre Hans Bonisch, presidente-fundador da Barroco na Bahia, a orquestra contempla tanto cristãos, quanto não cristãos. O diretor do projeto, instituição cultural fundada para restaurar a música sacra na Catedral, Ricardo Vieira, explica que o concerto auxilia a todos que estejam passando por momentos difíceis.

“O concerto de Corelli é belíssimo para essa época difícil que todos estamos vivendo, além de contemplarmos outros quatro compositores famosos, Corelli, Haydn, Bottesini e Rossini. As músicas que cantamos por ser da igreja, também são sacras, estamos intimamente ligados”, afirma Ricardo.

Apesar disso, turistas de outras religiões também são bem-vindos à Catedral para apreciarem os próximos dias de concerto. Cleber Azevedo, Carla Bali e Viviana Nascimento, paulistas e espíritas que passavam pelo Pelourinho, aproveitaram a oportunidade e não pensaram duas vezes antes de adentrarem o local para assistirem ao espetáculo.

Tanto Carla quanto Viviana são professoras de música e souberam curtir o momento como poucos ali. “Independentemente de qual seja a religião, costumamos frequentar, sem problema nenhum, esse tipo de evento. Os filhos da Carla tocam, colegas professores nos convidam a participar de corais, então estamos sempre vivendo essa veia artística”, esclarece Viviana.

Já Vicente Santana, cristão, também é músico, mas, no domingo, estava como espectador. “Eu acredito que a música tem um importante papel na tradição cristã, isso aproxima as pessoas. Nesse momento em que é tão importante estarmos juntos, esse tipo de evento tem um poder e uma influência muito grande”, finaliza.

PROGRAMAÇÃO

Solene Concerto de Natal

Dia 12, às 11h30, com Coro e Orquestra Barroco na Bahia e quatro solistas, sendo três da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp)

Conjunto “Metais Catedral”

Dia 19, às 11h30

Projeto “Música de Natal na torre da Catedral”

Dias 19 a 23, às 18h30

Dia 24 de dezembro, às 17h30, precedendo a Santa Missa, que terá início às 18h

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas