Concurso da PF: 20 mil baianos enfrentam medo da covid por salário de até R$ 23 mil

bahia
23.05.2021, 12:16:00
Movimento foi fraco durante a manhã (Foto: Paula Fróes/ CORREIO)

Concurso da PF: 20 mil baianos enfrentam medo da covid por salário de até R$ 23 mil

Realização da prova foi motivo de disputa judicial

Depois de uma disputa judicial que foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF) o concurso para a Polícia Federal está acontecendo, neste domingo (23), em todo o país. Em Salvador, a prova para delegado está sendo realizada na Faculdade Unime, dentro do Shopping Paralela, e o movimento de candidatos foi intenso no início da manhã, mas sem aglomeração.

São 1,5 mil vagas e 320 mil pessoas inscritas em todo o Brasil. O resultado preliminar da prova objetiva será divulgado na terça-feira (25) e o resultado final da prova discursiva em 29 de junho. A aplicação das provas foi motivo de disputa judicial.

Uma candidata de Pernambuco apresentou um pedido para suspender o concurso. Os advogados dela argumentaram que a realização do exame em época de pandemia representava risco para a saúde dos estudantes e dos funcionários e violava as medidas restritivas dos estados, mas o STF negou o pedido alegando que a decisão de realizar o concurso era da União e que os organizadores se comprometeram a seguir protocolos de segurança.

Na última sexta-feira (21) a maioria dos ministros entendeu que a autonomia dos estados e municípios para tomar decisões de contenção da pandemia não pode interferir em questões relacionadas à administração pública federal.

Funcionária checa temperatura de candidata (Foto: Paula Fróes/ CORREIO)

A prova estava prevista para acontecer em março, mas, devido às restrições adotadas por estados e municípios para frear à escalada no número de casos e de morte durante a segunda onda de contaminação por covid-19, a aplicação foi suspensa. Mesmo após os ministros terem decido, por dez votos a um, pela manutenção do concurso, muitos candidatos ficaram indignados. Um deles, que pediu para não ser identificado, questionou o local escolhido para aplicar o exame em Salvador.

“Tem dois anos que não piso em um shopping center por causa da pandemia, para me proteger e proteger as pessoas próximas a mim, e agora estarei sendo obrigado a fazer uma prova dentro de um. O local não tem janelas para circulação de ar livre, o que vai de encontro às recomendações da OMS e do próprio Ministério da Saúde” disse.

Ele comprou máscaras do tipo PFF2 da marca 3M e adotou todos os cuidados possíveis para evitar a contaminação durante a prova, mas defendeu que ela não deveria ser realizada neste domingo. Outro candidato que também pediu anonimato acredita que existem outras razões para aplicação do concurso neste domingo.

“O único motivo para estarem nessa pressa pra fazer a prova não é necessidade de aumentar o efetivo, como propagandearam, mas, sim, porque se não fizerem a prova agora, não dará tempo de realizar todas as etapas e nomear todo mundo antes das eleições de 2022. O concurso será usado na campanha”, afirmou.

A maioria dos candidatos contou que estava estudando há anos para o exame, e que faria a prova neste domingo porque não sabe quando haverá um nova oportunidade nessa área, mas se queixaram das condições para a aplicação do exame.

Já o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), responsável pelo concurso, garantiu que os ambientes de aplicação da prova são seguros tanto para candidatos como para os funcionários. E afirmou, em nota, que todas as pessoas precisaram obedecer algumas medidas.

“Pelas regras estabelecidas pela organizadora para evitar o contágio pela covid-19, os candidatos devem comparecer aos locais de prova usando máscaras, deverão fazer a higienização das mãos com álcool em gel e se submeterem a aferição de temperatura”, diz a nota. 

Candidatos chegam para a primeira parte da prova (Foto: Paula Fróes/ CORREIO)

Salvador
São 123 vagas para delegado da Polícia Federal e a prova foi dividida em duas etapas. A primeira está acontecendo nessa manhã, e a segunda será realizada entre às 15h e às 20h. Existem vagas também para escrivão (400 vagas), agente (893), e papiloscopista (84). Cerca de 20 mil pessoas fizeram a inscrição para prestar o concurso na Bahia.

Alguns candidatos chegaram mais de 1h antes do horário do fechamento dos portões, marcado para 8h, e aproveitaram o tempo livre para revisar parte do conteúdo. Todos tiveram que usar máscaras, mas poucos fizeram uso da N96, modelo mais recomendado pelos especialistas ou estavam com mais de uma proteção ao mesmo tempo. Outros poucos levaram face shield.

Quatro funcionárias aferiam a temperatura dos candidatos na entrada do local de prova o chão estava sinalizado e não houve tumulto. Alguns candidatos precisaram correr para não perder o horário, mas todos conseguiram entrar.

Salário alto e trabalho na fronteira 
O salário inicial para o cargo de delegado é de R$ 23,6 mil. Para os demais cargos, o vencimento no começo da carreira é de R$ 12,5 mil. Os aprovados deverão ser lotados, preferencialmente, nos estados localizados em regiões de fronteira, como Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima.

Confira o cronograma:

Divulgação dos gabaritos preliminares da prova objetiva e do padrão preliminar de respostas das provas discursivas

Terça-feira (25)

Resultado final na prova objetiva e resultado provisório nas provas discursivas

11 de junho

Resultado final nas provas discursivas e convocação para o teste de aptidão física

29 de junho 

Aplicação do teste de aptidão física

3 e 4 de julho de 2021

Resultado final no teste de aptidão física

23 de julho 2021


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas