Confederação Israelita chama de 'inaceitável' fala de Alvim e pede afastamento

brasil
17.01.2020, 10:29:01
Atualizado: 17.01.2020, 10:31:26

Confederação Israelita chama de 'inaceitável' fala de Alvim e pede afastamento

Conib lembrou que Goebbels foi um dos principais líderes do regime nazista

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) repudiou o vídeo no qual o secretário da Cultura, Roberto Alvim, cita trechos de um discurso do ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels, e pede o afastamento imediato de Alvim do cargo. Para a entidade, a fala do secretário é "inaceitável" e "é um sinal assustador" da visão de cultura dele.

"Emular a visão do ministro da Propaganda nazista de Hitler, Joseph Goebbels, é um sinal assustador da sua visão de cultura, que deve ser combatida e contida", afirmou, em nota, a Conib.

A confederação lembrou que Goebbels foi um dos principais líderes do regime nazista, "que empregou a propaganda e a cultura para deturpar corações e mentes dos alemães e dos aliados nazistas a ponto de cometerem o Holocausto".

O nazismo foi responsável pelo extermínio de 6 milhões de judeus na Europa. A Conib lembrou ainda o papel do País na Segunda Guerra Mundial para pedir o afastamento de Alvim da Secretaria Especial da Cultura.

"O Brasil, que enviou bravos soldados para combater o nazismo em solo europeu, não merece isso", disse a entidade. "Uma pessoa com esse pensamento não pode comandar a cultura do nosso país e deve ser afastado do cargo imediatamente."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas