Conheça Bogotá, bom destino para badalar e comer bem

turismo
22.08.2017, 09:55:00

Conheça Bogotá, bom destino para badalar e comer bem

A capital da Colômbia é uma cidade grande e cosmopolita

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Vista por muitos turistas como apenas um ponto de conexão cujo destino final é o paradisíaco litoral colombiano, Bogotá merece ser descoberta. A capital da Colômbia é uma megacidade, com mais de 9 milhões de habitantes, com uma diversidade urbana vibrante e já desponta como o novo hotspot turístico da América Latina. Quem busca programas culturais vai ficar satisfeito com as opções: museus e centros culturais não faltam. Os que procuram badalação e gastronomia vão amar a boa culinária local e internacional. Quer mais um atrativo para ir a Bogotá? A partir de 15 de setembro, Salvador terá voos diretos  sempre às sextas-feiras, com retorno aos sábados (Avianca).

A Plaza Bolivar fica no centro histórico de Bogotá e é o ponto de partida para explorar as opções culturais da região, como o Museu Botero e as ruas da charmosa região da Candelária 

Fique por dentro
Bogotá é recortada por um dos pontos mais baixos da Cordilheira dos Andes, que faz um belo pano de fundo para a arquitetura da cidade. Assim é a terceira capital com maior altitude do mundo, 2.640 metros acima do mar. Isso torna comum o mal de altitude: um cansaço extremo. Essa localização geográfica também faz a cidade ter um clima mais frio, inclusive no Verão. Uma comodidade para os brasileiros? O fato de as casas de câmbio trabalharem com reais. 

Roteiro
A Plaza Bolívar, no Centro Histórico, é o ponto de partida para conhecer algumas das melhores atrações culturais. Ela é cercada pela Catedral Primária, pelo Congresso Nacional e pelo Palácio da Justiça. Subindo a rua lateral da catedral se chega ao  bairro da Candelária  e ali está uma ótima parada: o Museu Botero. Ele é  dedicado ao mais famoso artista colombiano, conhecido por suas formas voluptuosas (Calle 11, 4 - 14, Candelária). 

O Four Seasons Hotel Casa Medina alia sofisticação com história, modernidade e conforto: boa hospedagem (Foto: Christian Horan/Reprodução)

Outro atrativo  é subir o Cerro Montesserate, ponto mais elevado da cidade, a 3.172 metros acima do nível do mar. A subida pode ser feita a pé, mas requer treino. Para os turistas-não-esportistas, existem as opções de usar o funicular (trenzinho) e o teleférico. Custam COP 19 mil ida e volta (Cra. 3 Este).

Bem pertinho de Bogotá está a Catedral de Sal. Trata-se de um grande santuário esculpido dentro de uma mina de extração salina, que começou a ser decorado com inspiração da via crúcis na década de 50. É localizada no município de Zipaquirá, 29 quilômetros ao norte da capital colombiana. O ingresso custa COP 50 mil.

A mega boate Theatron conta com 13 salas temáticas e é o destino dos baladeiros (Foto: Divulgação)

Onde ficar
O Four Seasons Hotel Casa Medina é o primeiro dos dois empreendimentos  da rede americana em Bogotá. Inaugurado em 2015, ele fica na Carrera 7, principal avenida que corta a cidade de norte a sul, ao lado da Zona G, uma famosa região de gastronomia. O hotel se instalou em uma construção, de 1946, com clima inspirado nas antigas fazendas hispânicas.

Comer e badalar
Além da Zona G, a outra região repleta de restaurantes é a Zona Rosa, entres as  Ruas 79 e 85 e as Carreras 11 e 15. As opções são muitas: cervejarias, hamburguerias e até restaurantes internacionais sofisticados. Dentro dela fica a Zona T, uma rua no formato da letra, próxima ao parque 93: outro lugar para bom passeio e cheio de bares da moda.

O restaurante Adrés D.C é ponto turístico de Bogotá: parada obrigatória na Zona Rosa (Foto: Paula Magalhães/CORREIO)

Se você tiver que escolher um, vá ao Andrés D.C, um misto de restaurante e casa de shows que mistura música e menu dos bons em um ambiente com pegada kitsch que mais parece um cenário de filme. Localizado na Zona Rosa, no Centro Comercial El Retiro,  tem quatro andares e uma decoração maximalista capaz de ficar eternizada na memória. Uma curiosidade: você pode comprar as centenas de itens irreverentes que convivem harmonicamente decorando o lugar.

Para badalar, a dica é o Theatron, boate com 13 ambientes, onde cada sala  toca um tipo de música diferente. A casa noturna é localizada no meio do bairro gay de Bogotá, o Chapineiro. Sábado é o dia mais movimentado, tem open bar até as 2h  da madrugada e a entrada custa COP 45 mil (Calle 58,10-32).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas