Consórcio do BRT começa processo de transplante de árvores

salvador
19.04.2018, 19:00:00
Atualizado: 19.04.2018, 20:26:13

Consórcio do BRT começa processo de transplante de árvores

Nesta sexta (20), o trabalho será no solo onde as árvores serão plantadas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Consórcio BRT Salvador começa nesta sexta-feira (20) preparativos para transplantar as primeiras árvores que serão retiradas da Avenida ACM por conta das obras de implantação dos corredores exclusivos do modal. Ao todo, serão transplantadas 169 árvores do canteiro central. Elas serão levadas para o Parque da Cidade e entorno do próprio BRT. A primeira etapa da obra vai ligar os acessos do Cidade Jardim e Itaigara à região do Iguatemi.

Nesta sexta, o trabalho será no solo onde as árvores serão plantadas. Na segunda (23), elas começam a ser retiradas. A previsão de conclusão dessa mudança de local é de quatro a cinco meses. Dentre as espécies que terão transplante estão munguba, palmeiras veitchia, jussara elegante, imperial e leque, além de ipê, chuva de ouro, fícus, coqueiro, pata-de-vaca e figueira benjamina.

Para realizar o transplante, são observadas técnicas e cuidado no ambiente que receberá as árvores e também no que está sofrendo a retirada. O corte das raízes e do torrão só deve ser feito depois da escavação de trincheira, que deve atingir até dois metros de profundidade. Nesse momento, a escavação será manual ou com o uso de retroescavadeira ou similar. No caso do uso de máquinas, será mantida a distância de 1,20m do tronco para posterior acabamento manual do torrão. A Secretaria de Cidade Sustentável e Inovação (Secis) vai monitorar o trabalho.

No local de destino, a árvore deve ser colocada de modo cuidado, devendo ficar firme, com o colo nivelado ao solo. As covas de destino dos exemplares transplantados deverão ser abertas previamente, com forma retangular e profundidade mínima de dois a dois metros e meia, e deverão receber antecipadamente adução orgânica e irrigadas antes do plantio. Todo o serviço será seguido por etapas de manutenção, que compreendem revisão das escoras, irrigação, controle de pragas, adubação e podas.

Desde 2013, a prefeitura transplantou mais de 300 espécimes de vegetais em vários pontos da cidade. Além dos transplantes de agora, como compensação pela retirada de 154 árvores, a prefeitura vai plantar 1,7 mil novas árvores no entorno do BRT. Essa semana, 300 novas árvores foram plantadas na Via Expressa, como compensação do consórcio responsável pela obra.

O BRT, quando concluído, vai ligar a Estação da Lapa ao Iguatemi em apenas 16 minutos, sendo totalmente integrado ao metrô e ao sistema de ônibus. O modal passará pelas avenidas Vasco da Gama, Juracy Magalhães e ACM. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas