Corpo de Jô Soares será cremado sem cerimônia de sepultamento

brasil
05.08.2022, 23:58:00
(Divulgação)

Corpo de Jô Soares será cremado sem cerimônia de sepultamento

Decisão foi tomada uma das ex-mulheres dele, Flávia Pedras Soares, que conduzirá o processo sozinha

O corpo do humorista Jô Soares será cremado em Mauá, cidade próxima a São Paulo. Não haverá cerimônia de sepultamento, decidiu uma das ex-mulheres dele, Flávia Pedras Soares, que conduzirá o processo. Jô morreu aos 84 anos na madrugada desta sexta-feira (5), em São Paulo. Ele estava internado desde o dia 28 de julho no hospital Sírio-Libanês. A causa da morte não foi informada.

O velório do corpo aconteceu na tarde do mesmo dia na Funeral Home, local especializado localizado no bairro da Bela Vista, e foi fechado para familiares e amigos próximos - estiveram presentes os atores Juca de Oliveira e Dan Stulbach, os apresentadores Serginho Groisman e Thiago Leifert, a atriz Mika Lins, a cantora Zélia Duncan, e os jornalistas Natuza Nery e Matinas Suzuki Jr., que trabalhou diretamente na pesquisa e na escrita dos dois volumes autobiográficos de Jô Soares.

Segundo pessoas presentes, foi um cerimônia serena, com lembranças sendo contadas e o conforto de saber que Jô ainda trabalhava - ele pretendia estrear a peça À Meia Luz, que teria sua direção, em setembro, no Teatro Procópio Ferreira.

Ao longo de mais de seis décadas de trabalho no cinema, na televisão e na literatura, Jô Soares trabalhou incessantemente. Como entrevistador, por exemplo, realizou exatas 14.138 entrevistas ao longo de 28 anos de exibição, tanto no SBT (Jô Soares Onze e Meia) e na Globo (Programa do Jô).

Muitas logo se tornaram históricas, como o encontro de Hebe Camargo, Lolita Rodrigues e Nair Bello. Ou ainda de figuras idolatradas, como o piloto Ayrton Senna.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas