Corpo de PM morto a tiros no Nordeste é encontrado em Piatã

salvador
06.12.2014, 10:47:00
Atualizado: 06.12.2014, 12:55:07

Corpo de PM morto a tiros no Nordeste é encontrado em Piatã

Diego Tavares, lotado na 26ª CIPM de Brotas, foi morto na localidade conhecida como Boqueirão na noite de sexta-feira

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

(Foto: Arquivo Pessoal)

Um homem foi encontrado morto na manhã deste sábado (6) em uma transversal da avenida Orlando Gomes, em Piatã. De acordo com informações da Central de Polícia, o corpo encontrado é do policial assassinado na noite de ontem no Nordeste de Amaralina. 

Segundo a 40ª Companhia Independente de Polícia Militar, Diego Márcio Tavares de Oliveira, 27, lotado na 26ª de Brotas, foi morto na localidade conhecida como Boqueirão.

No momento do crime, ele circulava pelo bairro do Nordeste, onde mora, à paisana. Diego teria sido reconhecido por traficantes, que dispararam tiros contra ele e o colocaram dentro de um carro, que seguiu para a região da Paralela. 

Após buscas realizadas desde a madrugada, o corpo foi encontrado na Rua da Gratidão, ao lado do Colégio Paulo dos Anjos, em Piatã, com marcas de 20 disparos de armas de fogo concentradas na cabeça e nas pernas. De acordo com a polícia, também havia sinais de tortura.

Ainda não há informações sobre as circunstâncias do crime. O caso segue sob investigação do delegado Marcelo Sansão, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

*Com informações da repórter Yne Manuella

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas