CORREIO faz série de lives com pesquisadores sobre o Dois de Julho

salvador
29.06.2020, 15:42:00
Atualizado: 29.06.2020, 15:45:55
(Foto: Marina Silva/Arquivo CORREIO)

CORREIO faz série de lives com pesquisadores sobre o Dois de Julho

Convidados falarão sobre aspectos diversos da Independência entre os dias 30 de junho e 3 de julho

Desde 1824, ruas de Salvador são tomadas pelo povo para festejar o Dois de Julho - a Independência do Brasil na Bahia, em 1823. Mas, em 2020, a celebração vai ter que ser virtual: nada de gente na rua, nem de desfile, protestos. O caboclo e a cabocla, que costumam tomar a dianteira do desfile, também não irão sair às ruas, por conta da pandemia do coronavírus. Contudo, isso não é motivo para deixarmos de falar sobre a data mais importante para a história do nosso estado.

O CORREIO fará lives especiais de 30 de junho até 3 de julho com historiadores e pesquisadores que irão, a cada dia, abordar um aspecto sobre a data cívica. As lives acontecerão no instagram @correio24horas sempre às 17h e serão apresentadas pela jornalista Clarissa Pacheco. Estão confirmadas conversas com os historiadores Rafael Dantas e Marcelo Siquara e também com Nelson Cadena, colunista do CORREIO.

A primeira delas, nesta terça (30), receberá o historiador Marcelo Siquara, que falará sobre a situação da população de Salvador que não conseguiu fugir para o Recôncavo baiano durante a guerra - ou seja, o povo que se viu cercado pelas tropas brasileiras, estacionadas no Recôncavo, e que precisou conviver com o domínio português na capital da Bahia.

Marcelo é doutor em História pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), possui mestrado, licenciatura e bacharelado pela mesma instituição. É especialista em história política, econômica, social e cultural do Brasil, tendo como ênfase de pesquisa os aspectos pertinentes ao processo de independência do Brasil na Bahia (1821-1823).

A segunda live, na próxima quarta (1º), será com o jornalista, publicitário e escritor Nelson Cadena, que também é colunista do CORREIO, onde escreve sempre às sextas-feiras. Cadena falará sobre a imprensa e o Dois de Julho.

Na quinta-feira (2) será a vez do bate-papo com o historiador e professor Rafael Dantas. Formado pela Ufba, ele é pesquisador na área da Cultura Material e Iconografia. Desenvolve pesquisa sobre as transformações no cenário urbano da Cidade do Salvador e suas representações iconográficas no século XIX e início do século XX. Por isso, Rafael falará sobre as transformações na cidade antes e após a guerra de independência de 1823.

Na sexta-feira (3), para fechar os encontros virtuais, o CORREIO fará uma live sobre duas figuras fundamentais para a festa: o caboclo e a cabocla. O nome do pesquisador convidado ainda será confirmado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas