Crea-BA realiza workshop na Ufba sobre barragens de rejeito de mineração

salvador
04.04.2019, 13:00:00
Atualizado: 04.04.2019, 13:32:26
Barragem da Yamana Gold em Jacobina, na Chapada Diamantina (Foto: Almacks Luiz Silva/CPT)

Crea-BA realiza workshop na Ufba sobre barragens de rejeito de mineração

Evento acontece nessa sexta-feira (5) em auditório da Escola Politécnica

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Após as tragédias de Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, as barragens viraram um assunto que desperta interesse e preocupação em todo o país.

As questões serão discutidas nessa sexta-feira (05) no Workshop: Barragens de Rejeitos de Mineração na Bahia, que será promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia e Universidade Federal da Bahia (Ufba).

O evento, que será realizado no Auditório Arlindo Fragoso, que fica na Escola Politécnica, na Federação, a partir das 8h, foi proposto pela Câmara Especializada de Geologia e Engenharia de Minas do Crea-BA.

Entre os assuntos discutidos, destacam-se: a atuação da Agência Nacional de Mineração e do Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) na fiscalização e controle de barragens de rejeito e a experiência de empresas, como Bamin, Maracás, Caraíba Metais, Yamana Gold e Fazenda Brasileiro.

O evento é gratuito e aberto ao público. As inscrições já foram encerradas, mas o workshop será transmitido ao vivo pelo canal do Crea-BA do Youtube e conta com o apoio da Mútua, da Associação Brasileira de Geologia (ABG) e Associação Baiana de Engenharia de Minas (ABEM).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas