Crianças e adolescentes se apresentam em filarmônicas no 2 de Julho

salvador
02.07.2019, 21:21:00
Atualizado: 03.07.2019, 02:25:05

Crianças e adolescentes se apresentam em filarmônicas no 2 de Julho

Grupos formados por jovens de baixa renda emocionaram o público

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Seis filarmônicas se apresentaram no Campo Grande nesta terça-feira (2)
(Foto: Betto Jr./CORREIO)

Como parte das celebrações do 2 de Julho, pelo 28º ano consecutivo, ocorreu nesta terça-feira (2) o Encontro das Filarmônicas na Praça do Campo Grande. No total, seis grupos se apresentaram e tocaram tanto músicas clássicas quanto canções brasileiras famosas. A maioria das orquestras era formada por crianças e adolescentes de baixa renda atendidos por projetos sociais.

Uma delas foi a Filarmônica e Coral da Escola Técnica de São Joaquim. Totalmente formados por crianças, o coral e a banda conquistaram o coração o público. Entre as mais tocadas estava a funcionária pública Célia Nunes, que chegou a filmar a apresentação para poder ver novamente.

“Eu vou mostrar para todo mundo. Uma coisa lindas dessas, chega estou arrepiada. Tem que parabenizar os organizadores por promover o encontro dessas crianças com a música, mas, principalmente, a esses pequenos que vieram aqui na frente de várias pessoas e fizeram um espetáculo”, ressalta.

Outro momento de grande emoção aconteceu durante a apresentação da Filarmônica Ambiental, sob regência do maestro Fred Dantas. Nela, o jovem Weyk Raylan Ferreira dos Santos, 12 anos, colocou todo mundo para dançar tocando Asa Branca, de Luiz Gonzaga, na flauta doce. Após a performance, ele recebeu um presente das mãos do maestro: um saxofone alto novinho, avaliado em R$ 3 mil. 

Baile da Independência segue nesta quarta-feira (3) no Campo Grande, a partir das 19h
(Foto: Betto Jr./CORREIO)

Além dessas duas, também se apresentaram as filarmônicas Lyra Popular de Belmonte sob regência de Allan Gabriel; 9 de Maio e João Dourado sob a batuta de Robston Alencar; Lyra Ceciliana de Cachoeira, sob regência de Jairo dos Santos; e a Oficina de Frevos e Dobrados, com regência do maestro Fred Dantas, com participação especial de Juliana Ribeiro.

O Encontro das Filarmônicas continua nesta quarta-feira (3). Nela, também na Praça do Campo Grande, às 19h se apresentarão os cantores Irma Ferreira e Mario Bezerra, além da Orquestra Fred Dantas.

Serviço:

  • O quê: 29º Encontro das Filarmônicas no 2 de julho
  • Onde: Praça do Campo Grande
  • Quanto: De graça
  • Horário: 19h
  • Atrações: Os cantores Irma Ferreira e Mario Bezerra, além da Orquestra Fred Dantas.

*Com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas