Cuidados extras: auto escolas terão que cumprir novas regras em retomada

coronavírus
04.08.2020, 05:30:00
(Foto: Tiago Caldas/CORREIO )

Cuidados extras: auto escolas terão que cumprir novas regras em retomada

Atividade voltará na próxima segunda-feira (10)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O sonho da primeira habilitação vai se tornar realidade novamente. Depois de mais de quatro meses com as atividades suspensas, as 386 auto escolas baianas poderão retomar as aulas a partir da próxima segunda-feira, dia 10. 

A portaria que regulamenta a retomada das aulas e exames práticos de direção foi publicada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) no último sábado (1º). Os protocolos de segurança foram validados pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Agora, os centros de formação já têm sido procurados pelos futuros motoristas para a retomada do processo.

Segundo informações do Sindicato das Auto Escolas e Centros de Formação de Condutores do Estado (Sindauto Bahia), no momento da interrupção dos exames, em 18 de março, cerca de 37 mil alunos na Bahia tiverem seu processo de retirada da primeira habilitação interrompido em alguma das três principais fases - exame médico, aulas/exame teóricos e aulas/exame práticos. 

Entre as novidades apresentadas pelo novo protocolo de segurança, estão a desinfecção do veículo antes do uso e janelas abertas durante as aulas e provas práticas. A cada troca de aluno, o interior do veículo deverá ser higienizado.

No caso de alunos da categoria A, que buscam habilitação para moto, está proibido o compartilhamento de capacetes das autoescolas, devendo cada aluno usar capacete pessoal, e a motocicleta também deve passar por higienização entre as aulas. Já a parte téorica do curso acontecerá através de aulas remotas ao vivo, com cada aluno em sua casa.   

As novas medidas não são novidade para quem trabalha no ramo das auto escolas. “O próprio sindicato elaborou e enviou pro poder público esse protocolo de saúde e segurança que vamos seguir até agora. Já estávamos prontos para fazer, e não é nada de anormal. O que a gente não sabe ainda são os detalhes de protocolo para os exames, que cabem em uma organização interna do órgão e que o Detran deve nos chamar em breve para explicar”, detalha Wellington de Oliveira, presidente do Sindauto Bahia.

Entre os empresários, a expectativa é grande, e o desejo de retorno bastante antigo. “A gente tinha consciência de que esse retorno poderia acontecer já há bastante tempo, porque as aulas práticas são só um aluno e um instrutor. Se um Uber ou um táxi pode rodar, a gente também poderia. Então agora a expectativa é de uma retomada, e nós estamos preparados. Estávamos planejando desde antes, então será bem tranquilo”, afirma Denilson Nunes, do CFC Corsário. 

Procura já acontece
Se as aulas só vão começar na próxima semana, com a liberação do sistema pelo Detran, a procura de quem estava ansioso para a retomada já começou. “Estamos fechados desde março e na semana passada iniciamos a recepção apenas para dar informações aos alunos. E já na semana passada tivemos gente iniciando o processo e comprando o laudo”, conta Francisco Assis, dono da auto escola Copiauto, no bairro do Itaigara. 

Uma das alunas que buscaram iniciar o processo foi a estudante Iara Teixeira, 20 anos, que comprou o laudo - primeiro passo - na semana passada. “Resolvi aproveitar que estou em casa, com aulas em casa e sem muitas atividades para fazer logo. Sempre adiei porque nunca tinha tempo de fazer todas as etapas e agora está mais fácil”, explica ela, que diz não ter muito medo de acabar contaminada. “O risco é igual ao de pegar um Uber para ir em qualquer lugar que precise. Quando as aulas começarem, vou tomar todos os cuidados e confio que a auto escola esteja tomando também”, acredita. 

O estudante Thiago Borges, 19 anos, já estava perto da prova prática e de alcançar a tão sonhada carteira. “Faltavam duas aulas para o exame, agora eu passei esses quatro meses sem dirigir. Quero retomar logo para tirar a carteira o quanto antes”, conta.

Além dele, cerca de 40 alunos da Copiauto tinham exame marcado para o dia seguinte ao dia em que as atividades foram suspensas. Segundo o Detran, desde março os prazos de validade de documentos necessários ao processo de retirada da habilitação - como o laudo e a Permissão Para Dirigir (PPD), documento que permite ao aluno a realização das aulas práticas - estão suspensas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

“Agora os alunos estão todos cobrando, querendo saber, e vamos dar todo o suporte. Estamos na expectativa que as aulas voltem, tomando todo o cuidado, fazendo agendamento para que o aluno só venha aqui quando for realmente necessário e preparando os equipamentos, capas nos carros, preparando tudo para os alunos e instrutores”, detalha Assis, que diz ainda não conseguir mensurar o tempo de recuperação necessário para suprir a perda das cerca de 50 matrículas mensais que a Copiauto recebia e que não aconteceram nesses quatro meses. 

*Com orientação da subeditora Clarissa Pacheco 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas