'Cura, senhor!': fiéis reverenciam imagem do Senhor do Bonfim nas ruas

coronavírus
03.04.2020, 10:54:00
Atualizado: 03.04.2020, 12:43:56
(Arisson Marinho/CORREIO)

'Cura, senhor!': fiéis reverenciam imagem do Senhor do Bonfim nas ruas

Imagem peregrina saiu da Colina Sagrada nesta sexta-feira e passou por diversos bairros

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Para muitos, sexta-feira em Salvador é dia de vestir branco, como um símbolo de religiosidade. Hoje, o dia tem mais um motivo para lembrar da fé: a imagem peregrina do Senhor do Bonfim percorre diversos bairros de Salvador.

O padre Edson Menezes realizou uma bênção na frente da Igreja do Bonfim, na Colina Sagrada, no início da manhã desta sexta-feira (3). O ato contou com a participação do prefeito ACM Neto e do vice-prefeito Bruno Reis.

"Livrai-nos dos ataques do coronavírus", rogou o padre.

Ao final da bênção, às 8h35, a imagem do Senhor do Bonfim partiu de um prédio anexo à igreja e desceu a Colina Sagrada rumo às ruas de Salvador. "Cura, senhor! Cura! Tende misericórdia de nós!", implorou dona Eneida Motta, de joelhos.

Ao longo do percurso,  a população reagia de diversas formas à passagem da imagem peregrina do Senhor do Bonfim. Uns saudavam com panos brancos, outros rogavam proteção e se benziam. Mas todo mundo reservava um instante para fazer uma foto ou selfie desse momento histórico. "A fé é o que nos resta nesse momento", disse o vendedor Eduardo Fernandes, 45 anos, que se ajoelhou durante a passagem do cortejo.

(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)

Segundo o padre Edson, essa é a quarta vez desde que foi trazida de Portugal para a Bahia, em 1745, que imagem do Senhor do Bonfim circula pela cidade para distribuir bênçãos contra algum tipo de mal. Em 1842, quando uma seca atingiu Salvador e região, os fiéis pediram que a imagem do Senhor do Bonfim fosse conduzida em procissão, num gesto de devoção e penitência. No ano de 1855, quando a epidemia de cólera mórbus assolou a Bahia, mais uma vez, o povo recorreu ao Senhor do Bonfim. Em 1942, a imagem do Senhor do Bonfim é conduzida pelo povo baiano em um gesto de fé e esperança era o anseio pelo fim da 2ª Guerra Mundial. 

O administrador de empresas Adilson Guedes, 51 anos, confia na união do Senhor do Bonfim com Irmã Dulce para vencer a pandemia de Coronavírus. Desde cedo, com um estandarte de Dulce, aguardou ao lado da Igreja de Nossa Senhora da Luz a passagem da imagem do Bonfim.

(Foto: Alexandre Lyrio/CORREIO)

"Esse é o momento de juntar todas as forças em um só objetivo", disse Adilson, que, apesar de toda a fé, se prevenia com uma máscara.

  • Confira o trajeto que a imagem peregrina:

Ladeira do Bonfim, Avenida Imperatriz (Boa Viagem), Avenida Luis Tarquínio, Largo de Roma, Avenida Fernandes da Cunha, Largo da Calçada, Avenida Eng. Oscar Pontes (São Joaquim), Avenida da França, Rua da Bélgica (Mercado Modelo), Avenida Estados Unidos, Praça da Inglaterra, Rua Pinto Martins, Ladeira da Montanha, Praça Castro Alves, Rua da Ajuda, Praça da Sé, Terreiro de Jesus, retornando à Praça da Sé, Rua da Misericórdia, Rua Chile, Praça Castro Alves, Rua Carlos Gomes, Avenida Sete de Setembro (Palácio Aclamação, Campo Grande, Corredor da Vitória, Ladeira da Barra, Porto da Barra), Largo  do Farol da Barra, Avenida Oceânica (Barra/Ondina), Rua da Paciência, Largo da Mariquita, Rua Odilon Santos (Rio Vermelho), Rua Marquês de Monte Santos, Avenida Amaralina (Amaralina), Avenida Otávio Mangabeira (Pituba), Rua Pernambuco, Avenida Antonio Carlos Magalhães (Itaigara/Shopping da Bahia), LIP, Avenida Luis Viana Filho (Bairro da Paz), Avenida Dorival Cayme (Itapoan), Sereia de Itapoan, Rua Aristides Milton, Rua Prof. Souza Brito (Itapoan), Farol de Itapoan, Rua Gen. Severiano Filho, Alameda Praia de Guaratuba, Alameda Dílson Jataí Fonseca (Stella Mares), retorno Avenida Caribé, Viaduto Mário Andreazza, Avenida São Cristóvão, Rua Lauro de Freitas, Avenida Aliomar Baleeiro (São Cristóvão), Vila Verde, Estrada do Coqueiro Grande (Fazenda Grande 4, 3, 2) Cajazeira 10, 11, Avenida 2 de Julho, BR 324, Valéria, Pirajá, Marechal Rondon, Campinas, São Caetano, Largo do Tanque, Estrada da Liberdade (Liberdade), Lapinha, Queimadinho, Via Expressa, Avenida Jequitaia, Calçada, Suburbana (Lobato, Plataforma, Periperi, Coutos, Paripe), retornando pelos mesmos bairros, Uruguai, Caminho de Areia, Fim de linha da Ribeira (Igreja de N. S. da Penha), Avenida Beira Mar, Largo do Papagaio, Rua Travasso de Fora, Baixa do Bonfim, Basílica do Bonfim.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas