Cursos de vinhos: é possível aprender online?

paula theotonio
23.04.2021, 05:00:00

Cursos de vinhos: é possível aprender online?

A colunista Paula Theotonio (divulgação)

Vinho é experiência. Uma verdade irrefutável que excede os cinco sentidos, justifica (para muitas pessoas) preços altíssimos por garrafa e leva milhões de enófilos a passeios enoturísticos pelo mundo. Fato que também tem encorajado muitos brasileiros a apostarem em cursos introdutórios — no afã de viverem um pouco desse êxtase tão comumente relatado por apreciadores.

Um movimento que já vinha acontecendo há alguns anos. Segundo matéria do Valor Econômico de janeiro de 2020, a quantidade de capacitações sobre essas bebidas cresceu cerca de 50% no país entre 2017 e 2019. Algo confirmado pela sommelière, educadora de vinhos e coordenadora da The Wine School, Keli Bergamo.

“A procura estava cada vez maior, mas esbarrávamos na dificuldade de agenda e locomoção dos alunos, pois os cursos ficavam concentrados em nossas sedes em Recife e São Paulo”, conta a profissional.

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus e o aumento de 31% no consumo da bebida em relação a 2019, mais brasileiros passaram a comprar vinhos online e a se abrirem, inclusive, à possibilidade de aprender pela internet.

Com tanto interesse pela bebida, a The Wine School colocou em prática os planos de levar suas formações para o online — podendo então educar a distância enófilos dos quatro cantos do país.

“Ao passo que fomos oferecendo informações relevantes e curiosas em nossas lives nas redes sociais da escola, fomos também cativando um maior número de alunos e estimulando essa mudança no mercado como um todo. Capacitamos profissionais e elevamos o padrão de conhecimento do consumidor”, complementa Keli.

Minha experiência estudando online sobre vinhos

Aulas online e presenciais são naturalmente muito distintas. Mas quando as instituições de ensino conseguem manter interação entre os alunos e a possibilidade de degustar os vinhos abordados — ainda que na segurança e conforto do lar — essas diferenças diminuem.

Já tive experiências online anteriores e que contribuíram bastante com meu conhecimento global sobre o universo do vinho. Mas sem a degustação, sentia que faltava algo importante para meu trabalho.

Em cursos como o TWS Vinhos de Portugal, que fiz ao longo do mês de março e me permitiu viajar por todo o país lusitano sem sair de casa, os estudantes foram incentivados a adquirirem rótulos específicos das regiões produtoras discutidas.

A análise sensorial de cada bebida foi guiada pelo professor e, juntos, descobrimos muito mais que aromas, texturas e sabores. Conhecemos a história de cada lugar, seu potencial vitivinícola, principais uvas e até mesmo conversamos ao vivo com um produtor de destaque do Douro. Um privilégio que não teríamos em turmas presenciais!

No início de abril, investi no WSET Nível 2 — também oferecido pela The Wine School, pioneira nesta certificação no país. Mais uma vez, a didática dos educadores e a possibilidade de degustar fizeram toda a diferença.

Duas questões contribuíram positivamente no meu grau de satisfação com o investimento. A primeira foi a minha predisposição para aprender neste formato — mesmo após um dia trabalhando com o computador.

A segunda questão foi, claro, minha disponibilidade para aprofundar meus conhecimentos fora do horário da aula. Então, sim, é possível aprender online sobre vinhos! Mas é preciso mergulhar e se dedicar também offline para complementar a experiência.

Onde fazer cursos online sobre vinhos

A The Wine School abriu novas turmas para as capacitações TWS® Curso Introdução de Vinhos Online e TWS® Vinhos da Espanha.

A primeira, voltada para iniciantes, acontecerá nos dias 24, 26, 31 de maio e 02 de junho. É perfeita para quem quer entender o tipo de vinho que mais gosta, escolher a taça certa e o vinho certo para cada momento; regiões produtoras, os principais tipos de uva... E muito mais!

A segunda capacitação, Vinhos da Espanha, é para quem já tem um conhecimento mais consolidado e deseja se aprofundar na produção do país ibérico. As aulas serão realizadas entre os dias 07, 09 e 11 de junho.

Nos dois casos, os encontros são gravados e seguirão disponíveis para consulta. “Estes cursos são ideais para amigos e famílias que desejam não só aprender, como conhecer novas pessoas e planejar um futuro relacionado aos vinhos — seja profissionalmente ou em uma viagem”, explica Keli Bergamo.

Usando o cupom PAULA25, leitores do Jornal Correio têm 25% DE DESCONTO nas duas capacitações e duas pessoas conseguem estudar com uma só inscrição e na mesma tela de computador/celular. Casais ou colegas de trabalho, por exemplo, podem estudar juntos e até mesmo dividirem os rótulos!

Basta acessar o link TWS – VSX Club, escolher o curso desejado e na página de pagamento, inserir o código PAULA25. De R$ 897, a capacitação escolhida passa a custar R$ 672,75 —

ou um investimento de R$ 336,37/cada você se dividir com outra pessoa! Os dois participantes usufruem dos conhecimentos e receberão seus respectivos certificados!

Em tempo:

Inspiradas pelo Dia da Malbec, celebrado em 17 de abril, O Boticário e Evino se uniram para oferecer cupons de desconto em suas plataformas online. Até 24 de abril, quem compra a partir de R$ 150 no Boticário, recebe cupom de 20% OFF para ser utilizado em pedidos no Evino, acima deste mesmo valor. No Evino, ao adquirir um vinho Malbec, o cliente ganhará o mesmo desconto para compras acima de R$150,00 no site do Boticário. Além disso, os pedidos que incluírem ao menos um rótulo da uva Malbec receberão de brinde uma amostra da fragrância.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas