Da BR ao porto: como as concessões impactam na vida dos baianos? Leia especial do CORREIO

bahia
23.10.2021, 05:29:00
Atualizado: 23.10.2021, 14:07:05
Projetos como o metrô e melhorias rodoviárias foram viabilizados com a participação da iniciativa privada (Foto: Matheus Carneiro/ Concef)

Da BR ao porto: como as concessões impactam na vida dos baianos? Leia especial do CORREIO

Reportagens explicam como funcionam, benefícios e desafios

Você sabia que a Arena Fonte Nova foi reconstruída graças a uma concessão? E que há mais de 1,5 mil quilômetros de rodovias na Bahia que receberam investimentos que trouxeram mais segurança e tranquilidade a motoristas graças a contratos do Poder Público com a iniciativa privada? Equipamentos de infraestrutura que fazem parte das nossas vidas foram construídos ou são mantidos graças a parcerias de investimentos entre governos e empresas. 

No contexto de crise, os recursos privados se tornaram cada vez mais importantes na área de infraestrutura no Brasil. Seja por necessidade – menos dinheiro disponível –, pelo reconhecimento de que a gestão das obras e serviços costuma ser melhor pela lógica empresarial, ou mesmo pelas duas razões, o fato é que o Poder Público tem cada vez mais espaço para investimentos privados. Os formatos variam de concessões, a parcerias público-privadas, arrendamentos, ou outros modelos legais que no fundo significam uma alternativa para viabilizar o serviço público.

Projetos como o metrô, de melhorias rodoviárias, do aeroporto, nos portos e até o novo Centro de Convenções de Salvador, foram viabilizados contando com a participação da iniciativa privada. E, neste mesmo modelo, outros estão a caminho, como a tão esperada Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), novas melhorias no sistema de transporte da capital e a Ponte Salvador-Itaparica, enfrentando toda a incredulidade dos baianos.

Mas o desenvolvimento do potencial que o Brasil tem para receber investimentos privados passa pela superação de desafios relacionados à insegurança jurídica, além da melhoria na capacidade do Poder Público de fiscalizar e regular os contratos. Este cenário, de oportunidades e desafios, está apresentado no projeto Bahia Forte, do CORREIO, que traz neste final de semana um caderno especial (que você pode ler na íntegra abaixo) e conteúdos exclusivos no site (clique aqui para ler).

O projeto Bahia Forte também tem bate-papo ao vivo comandado pelo jornalista Donaldson Gomes. O primeiro foi sobre a Fiol (clique aqui para rever) e na próxima segunda-feira (25) tem conversa, ao vivo, às 18h, no Instagram do Correio (@correio24horas) sobre a infraestrutura da Bahia. 

Clique aqui e saiba mais sobre concessões na Bahia 


O Projeto Bahia Forte é uma realização do Correio com patrocínio da Viabahia e Wilson Sons.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas