Dado rejeita histórico recente e diz que não há favorito na final

e.c. bahia
29.04.2021, 18:33:00
Atualizado: 29.04.2021, 18:35:49
Para Dado Bahia precisa escrever uma nova história na decisão da Copa do Nordeste, contra o Ceará (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Dado rejeita histórico recente e diz que não há favorito na final

Treinador projeta Bahia concentrado na decisão contra o Ceará

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A preparação do Bahia para as decisões da Copa do Nordeste não passa apenas pelo campo. Diante do Ceará, o tricolor sabe que precisar estar concentrado para conseguir quebrar um tabu incômodo. O time baiano sofreu duas derrotas nas duas vezes em que disputou o título do Nordestão com o alvinegro.

Apesar do clima de revanche por parte dos tricolores, o técnico Dado Cavalcanti segue a linha de não pensar no retrospecto recente. Na análise do treinador, a final não tem favoritos e o Bahia precisa construir uma nova história em cada jogo.

"Final não tem favorito, são duas equipes que qualquer uma pode ser campeão. A minha expectativa é de que a gente entre em campo com o nível de concentração elevado, com o mesmo nível de competitividade dos jogos que disputamos anteriormente a esse jogo. A final está aberta, não tenho dúvida de que serão dois grandes jogos. Histórico, retrospecto, favoritismo, tudo isso fica em segundo plano na hora da final", disse Dado.

"O retrospecto não entra em campo. Vamos procurar fazer o trabalho que estamos fazendo, construindo uma história com o grupo na temporada 2021, com jogadores que nem sabem sobre isso. Por isso essa condição não será internalizada. A nossa dificuldade vai ser o confronto contra o nosso adversário, um time qualificado, que tem uma defesa expressiva. O nosso foco está sendo na busca de possibilidades para que a gente consiga passar por esse adversário, vencer essa defesa e trazer o troféu para Salvador", continuou ele.

No comando da equipe principal do Bahia desde a reta final do Brasileirão de 2020, Dado vem colhendo bons frutos no cargo. Na temporada passada ele conseguiu livrar o tricolor do rebaixamento e ainda pegou uma vaga na Copa Sul-Americana. Agora, chega à final do Nordestão pela primeira vez. Segundo ele, os objetivos alcançados são resultado da evolução do trabalho. 

"Eu estou muito satisfeito com a apresentação dos nossos jogadores em campo. A ideia está consolidada, o entendimento existe desde os nossos defensores aos atacantes. Acho que dos quatro momentos, o da organização ofensiva é o nosso melhor, acho que temos margem para evolução na organização defensiva, e penso que na transição entre defesa e ataque podemos melhorar muito ainda. Existe ainda um passo largo a ser dado, embora eu esteja muito satisfeito em relação as ideias. Existe uniformidade, sintonia, e isso me deixa satisfeito para que a gente busque maior evolução", explicou.

Nesta sexta-feira (30), Dado comandará o último treino antes do confronto com o Ceará e vai definir a equipe que começa o jogo. A partida está marcada para o sábado (1º), às 16h, no estádio de Pituaçu. O duelo de volta será no sábado (8), às 16h, no estádio Castelão, em Fortaleza.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas