Dançarinos do 'meme do caixão' pedem para pessoas ficarem em casa

coronavírus
05.05.2020, 16:56:00
Atualizado: 05.05.2020, 17:08:24
(Foto: Reprodução)

Dançarinos do 'meme do caixão' pedem para pessoas ficarem em casa

Grupo também agradeceu aos médicos ao redor do mundo por ajudarem no combate ao novo coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Lembra do 'meme do caixão', que surgiu logo após o início da pandemia do novo coronavírus? Pois os dançarinos que bombaram na internet entraram na campanha pedindo para as pessoas respeitarem o isolamento social, com o objetivo de evitar a propagação da covid-19.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Benjamin Aidoo, o dono da funerária em Gana, na África, que promove a dança fúnebre, fez um apelo, acompanhado pelos carregadores de caixão.

"Olá, todo mundo. Nós da Nana Otafrija queremos agradecer todos os médicos do mundo. Vocês estão trabalhando bastante e cuidando de todo mundo. Relembre: fiquem em casa ou então nós dançaremos", falou Aidoo, seguindo de uma gargalhada irônica.

O ritual surgiu em Gana pois, por lá, acredita-se que dançar com o caixão traz alegria à alma da pessoa que morreu. Como os funerais no país são eventos importantes, os dançarinos aparecem sempre bem vestidos e ao som de músicas animadas.

O meme que viralizou traz uma pequena parte desse ritual. A dança aparece após cenas que lembram videocassetadas, em que a pessoa, provavelmente, se dará mal - como um skatista que leva um tombo. O fim é cortado e entram os carregadores de caixão, com uma música eletrônica de fundo.

Apesar do meme ter surgido em 2020, o vídeo dos dançarinos, porém, não é novo - foi extraído de uma reportagem da rede britânica BBC, de 2017. Mas, só agora, viralizou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas